Uma nova assessora do Papa está a ser criticada por opiniões que expressou em público sobre a igreja e alguns políticos italianos. Francesca Chaouqui é jornalista, tem 27 anos e faz parte da comissão responsável pela reorganização econômica e administrativa do Vaticano.

Antes de ser escolhida, criticou duramente a Santa Sé, sobretudo o braço direito de Bento XVI, a quem chamou “corrupto”.

No Twitter, terá dito também que o antecessor do Papa Francisco tinha leucemia, mas mostrou-se decepcionada quando Bento XVI decidiu renunciar.

Além das notícias na imprensa, Francesca Chaouqui poderá ver o caso também em tribunal.

Um antigo ministro da Economia, de quem terá dito que é homossexual, ameaçou-a com um processo por difamação.

Leia também:  Turista morre atingido por pedra que caiu de uma igreja em Florença
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.