A concessão da Bolsa Pódio vai ajudar o Brasil a incrementar o esporte nacional e a avançar na preparação dos atletas de ponta para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Ao participar, hoje (5), do programa semanal Café com a Presidenta, Dilma Rousseff lembrou o anúncio, feito na semana passada, da concessão da bolsa a 44 atletas paralímpicos de seis modalidades: atletismo, natação, judô, remo, bocha e ciclismo.

Eles serão os primeiros a receber o benefício, com valores entre R$ 5 mil e R$ 15 mil, em homenagem a seu desempenho no Campeonato Mundial de Atletismo Paralímpico de Lyon, na França. Na competição, encerrada no domingo (28), os brasileiros ficaram na terceira colocação geral no quadro de medalhas.

Leia também:  Maternidade sem necrotério deixa bebês expostos dentro geladeira no Piauí

“No total, vamos oferecer 160 bolsas Pódio para os atletas olímpicos e paraolímpicos, e começamos com esses 44 atletas paraolímpicos. Eles foram selecionados graças ao excelente desempenho que tiveram em competições mundiais, o que os colocou entre os 20 melhores atletas do mundo nas suas categorias”, enfatizou a presidenta. Ressaltou do que o desempenho do Brasil na competição superou as expectativas.

“Nossos atletas paraolímpicos voltaram para o Brasil com 40 medalhas, sendo 16 medalhas de ouro. Mais uma vez o Brasil mostrou que tem atletas de ponta, competitivos, capazes de realizar plenamente os seus potenciais”, acrescentou. Disse também que os atletas paraolímpicos “inspiram as crianças e os jovens a enfrentar e vencer os desafios, e estimulam todas as pessoas com deficiência a superar obstáculos”.

Leia também:  Mãe de assaltante registra B.O contra vítima que agrediu o filho durante roubo em SP

O Programa Bolsa Pódio é uma nova categoria do Bolsa Atleta, executado pelo Ministério do Esporte, e faz parte do Plano Brasil Medalhas, que investirá, até 2016, mais de R$ 1 bilhão no esporte nacional. A meta é possibilitar que o Brasil fique entre os dez primeiros colocados nos Jogos Olímpicos de 2016 e entre os cinco melhores nos jogos paralímpicos do mesmo ano.

Atualmente, 5.691 esportistas de modalidades olímpicas e paralímpicas recebem a Bolsa Atleta. Além disso, são concedidas 750 bolsas para atletas de outras modalidades esportivas.

Para garantir a preparação adequada dos atletas, Dilma Rousseff enfatizou a importância de centros de treinamento de excelência, bem equipados e com tecnologia de última geração e destacou que o governo está investindo R$ 110 milhões no Centro Paraolímpico Brasileiro, em São Paulo.

Leia também:  Grávida perde bebê após ser atropelada e roubada no RJ

“Esse centro de treinamento que vamos construir em parceria com o governo de São Paulo será um dos mais modernos do mundo, que vai ser usado na preparação dos atletas paraolímpicos de 15 modalidades que vão participar dos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro”, disse.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.