A reunião realizada na manhã desta sexta-feira (16) entre a diretoria Agrishow, Sindicato Rural, Governos do Estado e Município, deputados federais  e estaduais, vereadores e representantes de entidades ligadas ao agronegócio para decidir sobre o retorno da Agrishow em Mato Grosso não obteve um resultado definitivo sobre a pauta.

O presidente da Agrishow, Maurlio Biagi, disse que sabe do potencial do Estado e a importância de trazer novamente a feira para Mato Grosso e não entende a razão do não retorno do evento.

O governador Silval Barbosa declarou que a Agrishow é uma chancela muito significativa e contribuirá para que Mato Grosso seja mais observado, principalmente pelo potencial que dispõe como o maior produtor de grãos do país e para isso se comprometeu em fazer o possível para que a feira retorne.

Leia também:  Justiça condena a 12 anos de prisão acusado de homicídio qualificado

Os deputados federal e estadual, Carlos Bezerra e Teté Bezerra, ambos do PMDB, são unânimes em mostrar a relevância da feira que colocará Mato Grosso em destaque internacional, contudo também observaram que é o momento de discutir os problemas pertinentes ao agronegócio.

Após a discussão o presidente da Agrishow disse que o retorno da feira depende de outros sócios, como por exemplo, a BTS que faz a administração do evento, e convidou o governador, prefeito e sindicato para estar em São Paulo, sede da empresa, onde poderão dar uma resposta definitiva sobre o retorno da Agrishow.

A feira aconteceu em Rondonópolis entre os anos de 2002 e 2004.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.