A Polícia Militar (PM), fazia rondas na madrugada deste domingo (24), pela rua Castelo Branco, Vila Mariana, em Rondonópolis, quando a guarnição encontrou um carro parado no meio da via, com pisca aleta ligado. Duas pessoas estavam no interior do carro e uma terceira pessoa do lado de fora, em atitudes suspeitas. 

A PM encontrou a viatura no intuito de fazer uma revista e indagar o motivo de estar parado no meio da rua, foi quando Felizmar de Oliveira Silva, 44 anos se recusou a colocar as mãos na cabeça, dizendo que não ia fazer nada e que os policiais podiam atirar nele. Os companheiros que estavam com ele, pediram para Felizmar colaborar, mas embriagado ele recusava.

Leia também:  Bloqueio de aparelho celular será feito em todas as delegacias da Polícia Civil

Foi quando a abordagem entrou em estado crítico, Felizmar começou a xingar os policiais com palavras de baixo calão e a fazer ameaças. Na tentativa de realizar novamente a abordagem, Felizmar desferiu socos e pontapés contra Soldado Fraga e derrubou o aspirante oficial Bispo.

Algemado, Felizmar disse a guarnição que estava sentindo dores no braço e que reagiu a guarnição porque estava embriagado alegando que não sabia o que estava passando. Ele foi encaminhado ao Hospital Regional, onde foi constatado uma luxação no braço, após ele foi encaminhado ao Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.