Nesta semana, o jogador de futebol Neymar, do Barcelona, mais uma vez chamou atenção ao redor do mundo todo. O motivo, no entanto, não estava relacionado ao bom desempenho do craque em campo. Após uma cirurgia para a retirada das amígdalas, Neymar apresentou um quadro de anemia e acabou gerando muita preocupação entre seus fãs.

A anemia é a mais popular alteração sanguínea, afinal, praticamente todo mundo já teve um caso na família ou um amigo com o problema. Essa alteração tem múltiplas causas: existem desde casos determinados pela deficiência na ingestão de ferro e vitaminas até as anemias associadas a alterações genéticas como a anemia falciforme, em que as células do sangue perdem o formato arredondado e passam a ter o formato de uma foice.

Leia também:  Saúde | Uso abusivo das novas tecnologias causam danos a nossa visão

Felizmente a grande maioria dos estados anêmicos – a popular anemia – é tratada de maneira eficaz, seja através de ajustes na alimentação ou ainda da utilização de suplementos vitamínicos e minerais.

Como a anemia pode interferir na performance esportiva?

Para entender essas alterações, precisamos lembrar que durante o exercício físico é necessária a distribuição de grandes quantidades de oxigênio para o corpo, muito maior do que quando estamos parados, principalmente para os músculos. Assim o atleta consegue correr, saltar, driblar e chutar com mais eficiência.

O oxigênio é transportado pelo sangue somente através da hemoglobina, uma pequena proteína que fica ligada à célula do sangue, a hemácia.

A anemia é definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a condição na qual o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do normal.

Leia também:  Jack Johnson fará dois shows no Brasil em novembro

Se há uma queda na quantidade de hemoglobina, o transporte e a distribuição do oxigênio ficam prejudicados. O mesmo pode acontecer em decorrência da queda no número de hemácias – o que, por exemplo, ocorre num sangramento durante uma cirurgia.

Atletas que estejam com anemia provavelmente apresentarão uma queda no rendimento esportivo e se sentirem mais cansados, mesmo quando realizam um tipo de esforço ao qual já estão acostumados.

Há também casos chamados de pseudo-anemia do atleta. Isso ocorre porque os atletas têm uma quantidade maior da parte líquida do sangue, o plasma. Assim haverá uma quantidade menor de hemoglobina/hemácias para uma mesma quantidade de plasma.

Para diferenciar a anemia “verdadeira” da “pseudo-anemia” no atleta, existem exames de laboratório que podem ajudar a estabelecer a diferença. Mas a principal diferença é que na “pseudo-anemia” não há queda no desempenho esportivo.

Leia também:  Ortorexia | obsessão pela dieta perfeita
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.