Foto: assessoria
Foto: assessoria

Deputado estadual Ezequiel Fonseca assume oficialmente a presidência do Partido Progressista nesta  segunda-feira (12), às 15h, em ato ampliado que será realizado na sede da agremiação, em Cuiabá. Líderes do partido, além de prefeitos e vereadores devem participar do evento, que marca também a largada do PP rumo às eleições de 2014. “Temos um projeto que é o da construção de um plano de ação para o pleito.

E os entendimentos já começaram para formar chapas proporcionais fortes, com novos nomes”, adiantou Ezequiel. No Estado, o PP que fazia parte da base aliada do governo Silval Barbosa, assumiu a linha da “independência”. Essa posição foi tomada depois de desacertos entre o partido e o governo, em razão da insatisfação de representantes da sigla com a área da saúde.

Leia também:  Debate para aplicação de quase 1 bilhão do orçamento municipal de 2018 começa nesta terça

O PP chegou a pedir a substituição do secretário de Estado de Saúde, Mauri Rodrigues. O posto estava em tese, na cota do PP. Como o governador não cedeu aos apelos até agora, mantendo Mauri na função, a legenda anunciou o distanciamento da base aliada. Em que pese não admitir, a sigla já atua na linha da oposição e apresenta sinais de que poderá endurecer ainda mais as tratativas relacionadas à gestão estadual.

Ezequiel é aventado para disputar cadeira na Câmara Federal. O partido trabalha para filiar representantes de setores organizados para dar mais corpo ao projeto. No leque de possibilidades para a disputa à Assembleia Legislativa surge o ex-prefeito de Figueirópolis D’Oeste, Lair Mota. “Ele (Lair) que era do PR, vai estar com o PP nas eleições gerais”, sinalizou.

Leia também:  PMDB pode analisar expulsão de ex-governador Silval Barbosa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.