O grandalhão John Isner, de 2,08m, derrotou o sérvio Novak Djokovic, número 1 do mundo, protagonizando a maior zebra do Masters 1000 de Cincinnati até agora, nesta sexta-feira. O americano venceu por 2 sets a 1, com parciais de 7/6(5), 3/6 e 7/5, em um jogo bastante equilibrado, válido pelas quartas de final do Masters 1000 de Cincinnati, nos EUA.
O primeiro set foi bem equilibrado, com os tenistas confirmando seus serviços sem problemas, até o game desempate. No tie-break, Isner contou com seu forte saque para se manter vivo. Com 3 a 3 no placar, Djokovic cometeu uma dupla falta que lhe custou o set. Os dois tenistas não conseguiram fazer pontos em saques do adversário e o americano fechou o game desempate em 7 a 5 e o set em 7/6, em uma devolução de saque para fora do sérvio.

Leia também:  Com a demissão de Ceni, São Paulo vai completar 16 técnicos em 8 anos

No primeiro game do segundo set, Isner conseguiu um break point em um belo ponto, mas Djokovic salvou no ponto seguinte, subindo à rede. O americano não se entregou e conseguiu mais três break points. O sérvio, no entanto, salvou todos e ganhou o game mais longo do jogo até então com um ace.

O sérvio pareceu ter ganhado confiança e no game seguinte abriu 0/40. Com um erro bobo do americano com o placar em 15/40, Djokovic conseguiu a primeira quebra de saque do jogo: 2 a 0. A essa altura, o americano não conseguia ameaçar o saque de Djokovic e o sérvio abriu 4 a 1.

No sétimo game, com 4 a 2 no placar, Isner teve a chance de quebra, mas Djokovic salvou, contando com erros do americano. Com 5 a 3 e saque, Djokovic, com uma bela direita, fechou com tranquilidade o segundo set.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

Isner abriu o terceiro set confirmando seu saque. O americano não conseguia, porém, quebrar o saque do sérvio, apesar de contar com sua oitava chance do jogo no segundo game do último set. Com 3 a 3 no placar, Isner teve dificuldade, mas conseguiu confirmar seu saque. Com 5 a 4 contra e saque, Djokovic ganhou um ponto sensacional na rede, antes de empatar o set. Com 6 a 5 a favor, o americano teve um match point, salvo com um ace pelo sérvio. Em seguida, Djokovic fez uma dupla falta e Isner teve mais um match point. Pressionado, o sérvio mandou uma bola fácil na rede e o americano comemorou a vitória.
O adversário de Isner na semifinal será o argentino Juan Martin del Potro, que derrotou Dmitry Tursunov, da Rússia, por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 3/6 e 6/1, no primeiro jogo das quartas de final. O jogo será um duelo de gigantes, já que o argentino tem 1,98m de altura.

Leia também:  Brasil dá show em Cuiabá e avança no Grand Prix
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.