O traficante estava acompanhado da mulher e um rapaz - Foto: Arquivo / AGORA MT
O traficante estava acompanhado da mulher e um rapaz – Foto: Arquivo / AGORA MT

O traficante Marco Antônio da Silva, conhecido por “Nenem”, foi preso em São Luis, no estado do Maranhão. A prisão do principal chefe da quadrilha investigada na operação “Abadom”, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, no dia 27 de junho deste ano, foi efetuada durante um evento sertanejo, no domingo (28.07), pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) com apoio do Departamento Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil maranhense.

Na sexta-feira (26.07), o delegado Gustavo Garcia Francisco e equipe chegaram a São Luis (MA), para tentar dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva decretado contra o traficante foragido da Justiça de Mato Grosso. Segundo o delegado, a Polícia Civil suspeitava que ele estivesse no Maranhão, após algumas informações recebidas. “Fizemos levantamento dos locais de visitação de turistas e descobrimos que haveria um show na cidade onde ele poderia estar”, disse.

Leia também:  Dupla tranca vítima em quarto durante assalto e rouba veículo

Antes de abrir os portões do evento sertanejo, seis policiais do Denarc e os dois policiais civis da DRE de Mato Grosso, todos disfarçados, se posicionaram nos pontos de entrada do evento e com fotos em mãos passaram a monitorar a entrada do público. Ao passar pelo portão, “Nenem” recebeu voz de prisão da Polícia Civil e foi conduzido a sede do Denarc em São Luis e autuado por uso de documento falso, pois na cidade se passava por outra pessoa.

O traficante estava acompanhado da mulher e um rapaz. Na confusão, a mulher saiu sem ser notada pelos policiais e o rapaz foi liberado por não estar sob investigação. Contra a companheira de Marco Antônio também não há ordem de prisão.

Leia também:  Motociclista morre após colidir de frente com veículo em Paranatinga

De acordo com o delegado Gustavo Garcia, no dia da operação “Abadom” o traficante, que mantinha vários endereços em Cuiabá, fugiu para Campo Grande, Mato Grosso do Sul e estava há 25 dias no Maranhão.

De acordo com as investigações da DRE, o traficante era um dos três líderes da quadrilha que comandavam a distribuição de drogas em Cuiabá, Várzea Grande e alguns municípios do interior. “Nenem” era terceiro “chefe” da quadrilha, apontado como sendo o “padrão” dos traficantes presos durante a investigação e na operação. “Ele é o dono de toda a droga apreendida até agora na Operação Abadom”, disse a delegada titular da DRE, Alana Cardoso.

O traficante responde por tráfico e associação por tráfico de drogas, além de corrupção ativa. Ele tem passagem por receptação e agora também uso de documento falso.

Leia também:  Barra do Bugres | Corpo de adolescente que se afogou em rio é encontrado pelos Bombeiros

A Polícia Civil aguarda autorização judicial para transferência do acusado a Cuiabá.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.