Na “dança dos volantes”, a Lotus deixou claro que não irá estourar o seu orçamento para manter Kimi Raikkonen na equipe em 2014. Apesar do time de Enstone estar disposto a manter o finlandês, e a recíproca ser verdadeira, a manutenção do piloto depende da situação técnica e financeira para que a equipe possa continuar competindo em alto nível. O chefe da Lotus, Eric Boullier, crê que só estará contente em manter o “Homem de Gelo” na equipe caso o negócio seja bom para ambas as partes.

– Nossa história com Kimi ainda não acabou, por isso continuar juntos. Ele é uma boa pessoa para o time e um ótimo piloto. Ele também está nos ajudando a levar o time ao lugar em que queremos estar. Creio que ele se encaixa ao time tão bem quanto o time se encaixa a ele. Gostaria de mantê-lo, mas nas condições corretas. Se não pudermos mantê-lo por causa de dinheiro, aí não quero que fique, porque aí a situação será um pé no saco e dificilmente conseguiremos fazer uma boa campanha. Entretanto, se pudermos mantê-lo, assim o faremos – revela Boullier.

Leia também:  Luverdense fica no empate com o Paraná

Empresário afirma haver opções para 2014

O agente do finlandês, Steve Robertson, afirmou que existem várias opções para Kimi no próximo ano e rejeitou rumores de que um acordo já estaria firmado para o retorno do “Icemam” à Ferrari, mas não descartou a volta do piloto à escuderia de Maranello.

– É uma opção. Além desta existem outras e o meu trabalho é conversar com todos os times para ver todas as possibilidades, e é exatamente isso que estou fazendo – afirma Robertson.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.