O Atlético de Madri é o primeiro adversário de peso que Neymar enfrenta como jogador do Barcelona. Lechia Gdansk, Santos, Tailândia, Malásia e Levante foram apenas um passeio para os craques do Barça. O clube polonês foi o que ofereceu mais resistência ao arrancar um empate dos catalães, porém nessa partida não participaram oito jogadores. Quem, porém, não deverá ser escalado no time inicial é justamente o craque brasileiro. Ele vai disputar seu primeiro título como blaugrana, mas todos os indícios apontam para que comece o duelo no banco de reservas.

Até o momento, o treinador Tata Martino foi fiel ao seu discurso. O argentino não anunciou o time que vai escalar para a partida no estádio Vicente Calderón, em Madri, mas admitiu respeitar a ‘briga’ natural entre Neymar, Sánchez e Pedro pela vaga de titular.

– Escolher os jogadores que vão ser titulares é um problema meu, mas todos sabem a qualidade e a concorrência que há nesse time. Os jogadores se escalam sozinhos, e é uma grande tranquilidade ter todos eles disponíveis, porque o cansaço se vai acumulando com o tempo – observou Tata Martino, em entrevista coletiva antes do jogo.
O Barcelona apostou em Neymar porque acredita realmente no camisa 11 como natural substituto de Messi para melhor jogador do mundo no futuro, mas pretende que o brasileiro faça seu percurso de forma natural em busca pela vaga. Os mandamentos para Neymar são procurar se adaptar sem pressa, buscar entrosamento com os colegas, melhorar sua forma física e competir de forma saudável com os rivais pela vaga. Até agora, o craque tem respondido da melhor forma, e Tata Martino está contente com o rendimento do brasileiro.

Leia também:  Atleta de Rondonópolis fica com cinturão do Conselho Mundial de Muaythai

Se não seria uma surpresa ver o craque como titular essa noite, por outro lado ninguém parece disposto a oferecer a vaga de bandeja ao ex-santista. Sánchez e Pedro conquistaram a confiança de Martino ao, combinados, balançarem as redes três vezes no primeiro jogo do Campeonato Espanhol. Para piorar o cenário, Cesc Fàbregas, considerado pela imprensa catalã como o melhor em campo frente ao Levante, também pode ser escalado no ataque ao lado de Messi, tendo em conta sua polivalência e também o fato de que Iniesta deverá recuperar seu lugar.

Portanto, não são dois, mas sim três craques que Neymar tem de superar, contando que Tello também entra na briga, mas está ligeiramente atrasado em relação ao brasileiro.

Titular ou reserva, Neymar será certamente chamado para entrar em campo no Vicente Calderón para mostrar suas qualidades no gramado. Talvez, marcando um gol no Atlético de Madri, o craque convença Tata definitivamente.

Leia também:  Rodada "madrasta" coloca Luve de volta ao Z-4

Duelo entre seleções

Do lado do Atlético de Madri, os holofotes apontam na direção de David Villa, substituto de Falcao García no time e ex-atleta do Barcelona. O maior artilheiro da seleção espanhola tem um lugar garantido no time inicial de Simeone, mas não é o centroavante em melhor forma.
Esse papel é atualmente representado pelo brasileiro Diego Costa. E Luiz Felipe Scolari pode estar atento a essa partida, porque o atacante, revelação do Campeonato Espanhol no ano passado, já avisou que não recusaria uma chamada de Vicente Del Bosque, técnico da Espanha, que aprecia suas qualidades e estará no estádio para acompanhar a final.

Diego Costa obteve a cidadania espanhola em julho e está buscando uma vaga para a Copa do Mundo. Como nunca disputou um encontro oficial pela Seleção, o camisa 19 do Atlético de Madri ainda pode optar por atuar por La Roja.

Após a saída de Falcao, o brasileiro se assumiu como líder nato deste time e tem mostrado fome de gols. Em sua estreia na liga espanhola frente ao Sevilla, no último domingo, o centroavante balançou a rede duas vezes, garantindo a vitória do seu time.

Leia também:  José Aldo terá a revanche pelo cinturão contra o atual campeão Max Holloway

No total, Diego Costa anotou 18 gols na última temporada (Liga e Copa do Rei). E se o Atlético de Madri está na disputa pela Supercopa também o deve, em parte, ao brasileiro, já que ele foi o artilheiro da Copa do Rei no ano passado, além de ter balançado a rede na final contra o Real Madrid. O centroavante começou a temporada da mesma forma que terminou a anterior: marcando gols importantes.

Atlético x Barcelona

No último Campeonato Espanhol, o time de Diego Simeone enfrentou duas vezes os catalães e não venceu. O Barça levou a melhor no jogo da ida no Camp Nou com uma expressiva goleada por 4 a 1 e repetiu o triunfo no Vicente Calderón por 2 a 1 no returno.
Os dois times já se enfrentaram quatro vezes na Supercopa, e também neste título o saldo é favorável ao Barcelona, que venceu três vezes (1991, 1992, 1996). Os colchoneros levaram a Copa apenas uma vez em 1985.

Prováveis escalações

Barcelona: Valdés, Piqué, Mascherano, Daniel Alves (Montoya), Alba, Busquets, Xavi e Iniesta. Messi, Sánchez e Pedro.
Atlético de Madri: Courtois, Juanfran, Miranda, Godín, Filipe Luis, Gabi, Mario Suárez, Arda, Koke, Villa e Diego Costa.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.