Na busca por uma logística eficiente, que contemple o maior número possível de municípios mato-grossenses, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso vai realizar audiência pública no próximo dia 16 de agosto, no auditório da Câmara Municipal de Alta Floresta. O objetivo é discutir um novo traçado para a MT-322 (antiga BR-080), ligando as MT’s 419 e 208 a BR-163, passando pelos municípios de Guarantã do Norte, Novo Mundo, Carlinda e Alta Floresta.

A audiência foi requerida pelo deputado Pedro Satélite (PSD) tendo como co-autor o deputado Romoaldo Júnior (PMDB). Segundo Satélite, a mudança no traçado da rodovia estadual vai encurtar a distância entre Alta Floresta e o porto de Santarém, no Pará, em torno de 150 km.

Leia também:  Policiais militares auxiliam nas negociações durante desocupação

Pelo projeto da Secretária de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana (Setpu), o traçado da MT-322 sai do município de Matupá e liga a MT-208, deixando de fora o município de Novo Mundo. Este será um dos assuntos debatidos durante a audiência pública que vai discutir ainda a viabilidade econômica da região com a inclusão da MT-419 no novo traçado.

“Além de encurtar distâncias, a mudança que estamos propondo irá diminuir os impactos ambientais, diminuir os gastos públicos com abertura de uma nova estrada e incluir o município de Novo Mundo na rota do progresso”, disse Satélite.

O deputado também ressalta que a região norte de Mato Grosso desponta como a nova fronteira agrícola do estado. O que antes era pastagem está dando lugar a agricultura, com destaque para a soja, milho e algodão.

Leia também:  CNJ pune juíza do MT que participou de carnaval durante licença médica

“A pavimentação da Cuiabá/Santarém tem influência direta neste desenvolvimento. As terras da região estão se valorizando e a agricultura se expandindo. Agora precisamos garantir o escoamento da produção e a MT-322 é uma via de grande importância neste sentido”, frisou.

Para a audiência pública foram convidadas autoridades, representantes de igrejas, clubes de serviço e a população dos municípios do Vale do Teles Pires: Alta Floresta, Carlinda, Novo Mundo, Guarantã do Norte, Matupá, Peixoto de Azevedo, Paranaíta, Nova Monte Verde, Nova Bandeirantes, Apiacás, Cotriguaçú, Colniza, Juruena e Aripuanã. Todos serão beneficiados diretamente com a viabilização da nova logística.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.