Avenida bloqueada pelo moradores da região Salmen - Foto: Ricardo Costa/AGORA MT
Avenida bloqueada pelo moradores da região Salmen – Foto: Ricardo Costa/AGORA MT

A Avenida Daniel Clemente, próximo ao viaduto, foi bloqueada na manhã desta quinta-feira (29), pelos moradores da região Salmen em cobrança ao secretário Municipal de Trânsito e Transporte, Argemiro Ferreira, por uma resposta para reduzir o número de acidentes na via.

O presidente da União de Moradores da Região Salmen (Unisal), Sebastião Surubin, afirmou que ocorrem vários acidentes na avenida em razão da imprudência e alta velocidade dos motoristas e motociclistas que trafegam pelo local. De acordo com o representante de sábado (24) até ontem (28) mais de quatro acidentes ocorreram na região.

Surubin afirmou que foi cobrada uma solução do secretário de trânsito, pois os alunos e pais levam pelo menos 15 minutos para cruzar a avenida, em razão do grande fluxo de veículos.

Leia também:  Simpósio sobre dignidade humana será realizado em Rondonópolis

“Está caótico, não aguentamos mais essa situação. Não sei o que pode ser feito, mas do jeito que está não pode permanecer”, desabafou Márcio da Silva, morador do Jardim Morumbi, que presenciou três acidentes, sendo as vítimas a filha, um irmão e um sobrinho que está internado por causa do desrespeito dos motoristas.

O secretário de Trânsito disse que reconhece a situação e observou que a retirada de algumas depressões para passagem de água contribuiu para que os motoristas transitem pelo local em alta velocidade.

Como medida para reduzir o índice de acidentes Argemiro se comprometeu em reforçar a sinalização vertical e horizontal, inclusive com a colocação de novas faixas de pedestres, contudo observou que é tecnicamente inviável instalar lombadas na região, porém o bairro deverá ser beneficiado com fiscalização eletrônica, o que deve reduzir as ocorrências na avenida.

Leia também:  Encontro de Fé | Devotos se reúnem em procissão para comemorar os 300 anos de Nossa Senhora Aparecida
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.