O volume de água do Rio Vermelho que diminui a cada dia no período de estiagem, pode atingir o nível mais baixo dos últimos anos, no mês de setembro. O alerta é feito pelo coordenador da Defesa Civil em Rondonópolis, Erimar Bezerra, que aconselha donas de casa e lideranças empresariais a evitarem o desperdício de água. Ele explica que a economia feita por cada cidadão é capaz de assegurar abastecimento para todos, nos meses de seca.

Erimar conta que o nível das águas do Rio Vermelho já baixou para 1,36 metro e com a permanência da estiagem, a previsão é cair para 1,20 metro em setembro – considerado o mês mais seco do ano. Caso a previsão se confirme, observa o coordenador, ‘vai se registrar um nível muito baixo, em relação aos anos anteriores’. Erimar compara que as medições feitas pela Agência Nacional da Água – ANA aponta 1,28 metro como o menor índice dos últimos anos.

Leia também:  Balcão de empregos: 231 vagas para Rondonópolis (08/06)

A preocupação do coordenador da Defesa Civil é que o nível baixo comprometa o fornecimento de água para a população, já que cerca de 50% do líquido distribuído à população são captados no leito do Rio Vermelho. Ele alerta também para a importância das políticas de preservação tanto do rio quanto da vegetação nas margens. “Percebemos que a cada ano que passa o Rio Vermelho tem um volume menor de água. Acredito que um dos motivos é o assoreamento. Esse é um fenômeno que o homem acelera com o desmatamento das matas ciliares e outras coberturas vegetais”, lamenta.

Erimar acrescenta ainda que o rio perde a profundidade em consequência da destruição das nascentes e construções nas encostas. “Com essas ações surgem as áreas de erosões e o volume de água do rio vão desaparecendo aos poucos”, compara.

Leia também:  Esquadrilha da Fumaça cumpre agenda em Rondonópolis neste sábado (29)

DICAS DE ECONOMIA

Diante do risco do nível baixo do rio comprometer o abastecimento de água da cidade, Erimar Bezerra orienta a população a adotar medidas para evitar desperdício e economizar o líquido precioso. A primeira dica é a de eliminar os vazamentos na instalação hidráulica (encanação) da casa ou da empresa. Ele aconselha ainda as pessoas a fazerem a reutilização da água sempre que for possível; tratar a água de piscinas ao invés de trocá-la e não lavar calçadas no período de estiagem.

Outras medidas simples podem ajudar a economizar água. Erimar cita o exemplo de manter a torneira fechada, enquanto vai escovar os dentes ou se barbear. A torneira deve ser fechada também enquanto a pessoa estiver ensaboando a louça ou o corpo – durante o banho que deve ser rápido. Outra medida importante apontada pelo coordenador é de manter a válvula do vaso sanitário regulada e usar a descarga apenas o necessário.

Leia também:  Draft e Cerrado Fuzz apresentam Sr. Infame e Velhos Jovens no dia 22 no Draft American Pub

Os casos de vazamento de água na rede de abastecimento na zona urbana da cidade devem ser comunicados ao Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis – Sanear, pelo telefone gratuito 0800.647.2442.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.