Enquanto a Sauber negocia com um patrocinador Russo que pode salvar a equipe da crise financeira, relatórios sobre a falta de verba continuam surgindo. O jornal alemão “Bild am Sonntag”relatou que o time suíço deve algo em torno de 80 milhões de euros (aproximadamente R$ 240 mi), sendo 35 milhões de euros para fornecedores.

– É igual a uma bomba relógio – afirmam Helmut Uhl e Frank Schneider, correspondentes do “Bild am Sonntag”.

Os jornalistas afirmam ainda que além de a Sauber não ter pagado a Ferrari pelo fornecimento de motores, o time estaria devendo a Pirelli na compra dos pneus de 2013. Mas a grandeza do déficit não pararia por aí: tanto Nico Hulkenberg quanto Esteban Gutiérrez ainda não viram a cor do dinheiro nesta temporada. Até mesmo o piloto japonês Kamui Kobayashi, que correu pela escuderia em 2012, espera receber 2,5 milhões de euros (cerca de R$ 7,5 milhões).

Leia também:  Torneio de tênis começa nesta quarta em Cuiabá

O negócio com o figurão russo Oleg Sirotkin, que é visto como a salvação as Sauber, já não é dado como certo. Isso porque se o filho de Oleg, Sergey, de 17 anos, não estrear em 2014, toda a negociação pode ir por água abaixo.
Uhl e Schneider afirmam que talvez seja hora de o time de Hinwil começar a considerar um plano b: a venda da equipe. Inclusive, o ex-chefe de Force India e HRT, Colin Kolles, já estaria nos bastidores pronto para pagar milhões e ter uma parte do time.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.