O ex-piloto alemão de Fórmula 1 Michael Schumacher, heptacampeão mundial, é o protagonista de uma campanha de segurança viária do Governo chileno para previnir os motoristas sobre os perigos do excesso de velocidade, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira em Santiago.

Schumacher aparece em um spot televisivo no qual pede aos motoristas que respeitem os limites de velocidade, suas próprias vidas e a dos demais.

“Sei que acredita que dirige bem, que ir rápido é certo, que seus amigos dizem que é um ‘Schumacher’ e você acredita ser um bom piloto”, diz em inglês.

“Por favor, não seja estúpido”, acrescenta Schumacher para encerrar o anúncio que é peça-chave da campanha “Tolerância Zero ao Excesso de Velocidade”, impulsionada pelo Ministério de Transporte e a Comissão Nacional de Segurança do Trânsito (Conaset) do Chile.

Leia também:  Torneio de tênis começa nesta quarta em Cuiabá

O ex-piloto de Fórmula 1, que gravou a mensagem na cidade de Gland (Suíça), é embaixador de segurança viária e colaborou com várias iniciativas para conscientizar os motoristas dos perigos de circular em excesso de velocidade.

O Governo chileno entrou em contato com Schumacher e mostrou vídeos de motoristas do país sul-americano que eram apelidados de Schumacher porque conduziam com muita velocidade.

As imagens chamaram a atenção do ex-piloto, que decidiu participar da campanha governamental no Chile, segundo indicou o Ministério de Transportes.

Schumacher assinalou em declarações ao jornal “El Mercurio” que encarou a campanha “de uma forma mais pessoal” e disse que a referência dos motoristas que utilizam seu sobrenome é “totalmente errônea”.

Leia também:  União vence e avança na série D

“Eu nunca dirigiria rápido nas ruas normais. Sou motorista de corridas e claramente separo as corridas da vida normal”.

Segundo números oficiais, o excesso de velocidade provocou no Chile mais de 16 mil acidentes na última década, que deixaram cerca de 1.300 mortos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.