A ex-senadora Marina Silva apresentou na manhã desta segunda-feira (26) seu pedido de registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), mesmo sem conseguir as 492 mil assinaturas de apoio exigidas pela lei, para a criação da Rede Sustentabilidade. Marina tentar criar o partido para concorrer ao Palácio do Planalto em 2014.

A corrida contra o tempo se dá porque Marina só poderá concorrer pela Rede no ano que vem, caso a legenda seja aprovada pelo TSE até o início de outubro deste ano. Se não conseguir, restará a ela apenas a opção de se filiar a outra legenda para disputar o Planalto.

No pedido entregue hoje, os advogados da Rede querem que as assinaturas que faltam sejam automaticamente validadas caso, após a publicação das listas de apoiadores pelos cartórios, não haja contestações em até cinco dias. Em Rondonópolis, também há evidências de que um grupo ligado ao ex-prefeito José Carlos do Pátio (PMDB) estaria desde maio ajudando a colher assinatura para este novo partido (leia aqui).

Leia também:  De pijama
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.