Equipe do SAMU no atropelamento José Sobrinho - Foto: Ricardo Costa/AGORA MT
Equipe do SAMU no atropelamento José Sobrinho – Foto: Ricardo Costa/AGORA MT

Os danos causados na malha viária pelo trânsito de carretas que trafegam ilegalmente nas ruas da cidade já é conhecido por todos, mas, outro dado começa a preocupar a população, são os constantes acidentes causados por estes veículos pesados nos bairros da cidade.

Ontem por volta das 20h um ciclista, reconhecido por populares apenas pelo apelido de Baiano, foi atropelado por uma carreta carregada que transitava pelas ruas estreitas do bairro José Sobrinho. O corpo do homem que aparentava ter mais de 50 anos ficou praticamente destruído depois do acidente.

O presidente da associação de moradores do bairro, Valdir Gusmão, contou a equipe de reportagem do AGORA MT, que esta foi a terceira morte causada por acidentes no bairro envolvendo carretas, “Existe uma lei que os carreteiros não cumprem e o secretário de trânsito não fiscaliza e com isso pessoas estão morrendo, só nesta rua, já se foram duas vidas e na alameda dos coqueiros ouvem outro acidente fatal envolvendo mais uma carreta, isso é uma vergonha”, dispara Valdir.

Leia também:  Manobrista morre após ser atropelado em frente de boate em Cuiabá

Outros moradores do bairro reclamavam que o trânsito intenso de carretas, foi por causa da abertura de rua que dá acesso ao antigo aeroporto, “Isso aqui virou uma passarela de carretas, quando dá 4h da manhã começa o vai e vem e com ele o Deus nos acuda, pois os motoristas não respeitam ninguém, passam a toda velocidade”, reclama uma moradora que pediu para não ser identificada.

Segundo Valdir Gusmão, abaixo-assinados, solicitações verbais e protocoladas na Setrat já foram inúmeras, mas nunca houve providencia e enquanto isso as mortes continuam acontecendo, “A gente já cansou de pedir ajuda da secretaria de trânsito, isso aqui virou um inferno, alguém tem que acabar com esse trânsito de caminhões e carretas na cidade pois as mortes vão continuar a crescer por causa de acidentes como este”, avalia.

Leia também:  Homem é executado com 3 tiros enquanto trabalhava em obra

Até o final do plantão desta madrugada no Centro Integrado de Segurança e Cidadania não havia houve ninguém procurando informações sobre o corpo do homem atropelado. O motorista da carreta, Ricardo Novaes da Silva, não foi preso e o acidente será investigado pela delegacia especializada de trânsito.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.