Após o vereador Reginaldo Santos (PPS) sair em defesa do servidor público durante a sua fala na tribuna da Câmara, o vereador Thiago Muniz (PPS) ameaçou o colega dizendo que ele estaria indo contra o próprio partido.

Em seu discurso, Reginaldo falava que o servidor precisava ser respeitado e que não se podia ficar baixando os salários dos funcionários, se referindo ao projeto que está na Casa em processo de votação, onde o executivo pede para diminuir o salário base de aproximadamente 500 servidores contratados.

Já Thiago Muniz, como sempre, quis tapar o ‘sol com a peneira’ e atacou Reginaldo. “Se não fosse o partido, você não teria uma cadeira na Câmara, por isso peço que o vereador meça as palavras antes de falar sobre a atual administração, se não poderá ser processado por infidelidade partidária”, diz.

Leia também:  Bancada de Mato Grosso vota em peso a favor de presidente

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.