Os personagens principais do quebra-cabeça de Chael Sonnen vão se alinhando. Após Vitor Belfort ser anunciado contra Dan Henderson no evento de 9 de novembro, em Goiânia, e Lyoto Machida ser confirmado contra Tim Kennedy no UFC: Fight For The Troops, em 6 de novembro em Kentucky, o caminho ficou livre para que o “Gângster Americano” enfrente Wanderlei Silva, seu alvo favorito nos últimos meses. Segundo Dana White anunciou no programa de TV americano “Fox Sports Live”, se o brasileiro tiver condições de lutar, os dois desafetos vão se encontrar no coevento principal do UFC 167, torneio no dia 16 de novembro, em Las Vegas, em comemoração ao aniversário de 20 anos da franquia.

Leia também:  União começa neste domingo sonho de voltar à Copa do Brasil

Durante a entrevista de White na TV americana, Sonnen fez uma aparição surpresa e pediu ao chefe que o combate fosse realizado no UFC 167.
– Dana, não é segredo que sou a maior atração e o atleta mais bem pago do UFC, e a única pessoa que chega perto de rivalizar comigo é Georges St-Pierre. Da forma que eu vejo, em novembro, quando ele enfrentar Johny Hendricks ao vivo em Las Vegas, ele não tem um coevento principal. Peço para que você me coloque contra Wanderlei Silva neste card. Eu peço, Dana White, por favor faça essa luta – disse Sonnen.

O presidente gostou do pedido apaixonado de Sonnen e garantiu que o duelo acontecerá da forma que o americano pediu – se o brasileiro estiver em condições, o que, segundo ele, não é uma garantia.

Leia também:  Circuito de Tênis começa nesta quarta em Cuiabá

– Eu acho que Wanderlei Silva está fora até o começo do ano. Então eu não tenho certeza se ele está saudável, mas se estiver bem, com certeza farei essa luta, e com certeza a tornarei coevento principal – afirmou White.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.