A primeira dama e secretária municipal de Educação, Ana Carla Muniz (PPS), está sendo acusada de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPE) referente à época em que ela era a secretária estadual de Educação.

A ação foi aceita pelo juiz Alex Nunes de Figueiredo que também acatou as denuncias contra Ana Virgínia de Carvalho, Luiz Carlos da Silva, Alex Neves Junior, Renato Aquino e Gildázio Brito por supostas irregularidades na secretaria estadual de Educação.

O MPE alega que “o grupo simulou a realização de licitações na tentativa de ‘regularizar’ situação fática ilícita de obras públicas contratadas e iniciadas sem o devido processo licitatório, para favorecer as empresas Santa Inês, Uniaço, Maximus e G. Almeida”. O processo tramitava desde abril de 2011

Leia também:  Taques ausente em mutirão
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.