É possível ser atleta de alto rendimento aos 50 anos? O paratletismo brasileiro diz que sim. Desde 2006, a uberlandense Joana da Silva vem conquistando campeonatos e mais campeonatos. Hoje, depois de cinco décadas vividas, o objetivo principal é disputar as Paralimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. Joana da Silva é dona dos recordes brasileiros nos 100, 200 e 400 metros rasos. Para o treinador Leandro Garcia, o talento está ligado à dedicação.

– Não podemos negar que a genética dela ajuda. A Joana é diferente de todas as outras. Ela não disputa campeonatos porque apenas gosta de competir e ganhar medalhas. Ela vai para os lugares porque se sente bem no ambiente esportivo. Até quando está descansando, ela está presente no local de treinos vendo as outras atletas – disse.

Leia também:  União faz neste sábado primeiro jogo da final do sub-19

Joana da Silva vive um ano de recuperação. Em 2012, ela rompeu os ligamentos do tendão da perna direita e só retornou para as pistas em maio deste ano. Nesta temporada, ela já acumula conquistas em competições em São Paulo, Uberlândia e, por último, em Porto Alegre.

– Ganhei em São Paulo e em Uberlândia. Já em Porto Alegre fiquei em segundo lugar, mas não forcei tanto. Até porque, como estou em período de recuperação, fui orientada a não forçar tanto – falou Joana da Silva.

A próxima competição da paratleta é o Brasileiro que será disputado em Fortaleza. A maioria das adversárias de Joana tem entre 20 e 30 anos, o que só faz com que ela treine ainda mais forte.

Leia também:  Técnico do União lamenta: “Dava para ir mais longe”

– Ainda me sinto tranquila, a gente não sabe o que pode acontecer amanhã. Hoje estou treinando em dois períodos, tenho uma alimentação adequada e quero muito jogar mais Olimpíadas. Os treinamentos são para isso e com toda certeza vou dar o meu máximo nas competições – comentou.

Joana compete na classe T-13, onde as atletas têm deficiência visual. A longevidade no esporte de alto nível chama atenção. Desde 2006 ela lidera os rankings nas categorias em que disputa, sendo apenas superada por causa do período em que ficou parada.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.