Com uma lesão na perna, o peso-pena Jeremy Stephens preferiu não permancer no card principal do UFC em Barueri, dia 9 de outubro, deixando o evento com 11 lutas. A decisão do americano foi anunciada nesta segunda-feira, já que o brasileiro Rony Jason, seu adversário inicial, foi retirado da luta também por problemas médicos.

Ryan Hass, empresário do lutador, falou ao site “Bleach Report” que o peso-pena já sofria com a lesão há algum tempo, inclusive, ficando uma semana sem realizar qualquer treino na academia. Por isso, o americano já tinha decidido antecipar sua vinda ao Brasil para finalizar o camp. Entretanto, com a retirada de Rony Jason da luta, Jeremy Stephens preferiu sair também do evento.

Leia também:  União aposta em Ricardo para bater o Cuiabá

Ainda de acordo com o empresário, a lesão de Stephens não é grave, tendo inclusive, confirmado ao UFC que seria possível remarcar a luta com Jason para uma data posterior, mas que ainda nada está certo. O brasileiro, por sua vez, foi retirado do UFC em Barueri no último sábado, por ter sido detectado no exame de ressonância magnética uma hérnia lombar.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.