Bancários de Mato Grosso se reúnem em assembleia, hoje, para avaliar a proposta de reajuste da Federação Nacional dos Bancários (Fenaban). A indicação é pela rejeição e, com isso, deflagrar greve por tempo indeterminado. A reunião acontecerá no auditório do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (SEEB-MT).

Após quatro rodadas de negociação, os bancos se negam em investir em mais segurança nas agências, em melhores condições de trabalho e valorização da categoria. A luta dos trabalhadores também é por reajuste salarial de 11,93% (5% de aumento real além da inflação). Porém, os bancos ofereceram somente 6,1% e nenhum avanço nas outras reivindicações.

A previsão é de que os bancários entrem em greve a partir de quinta-feira (19), segundo informações da Agência Brasil. A proposta do Comando Nacional do segmento é deflagrar a greve. Coordenado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), o Comando Nacional representa dez federações e 143 sindicatos das bases onde trabalham cerca de 95% dos 490 mil bancários do país.

Leia também:  Governo estende até 31 de dezembro o prazo de decreto para atualização no Simcar
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.