Bruno Senna conquistou neste domingo sua segunda vitória na classe GTE Pro do Campeonato Mundial de Endurance – FIA WEC. Ao lado do francês Fred Makowiecki, o piloto da equipe oficial da Aston Martin venceu as 6 Horas do Circuito das Américas, em Austin (Texas). Ao comando do Vantage, a dupla saiu na pole e liderou quase toda a prova, mas jamais deixou de ser ameaçada pelas Ferrari. Na bandeirada, a vantagem do modelo inglês sobre o F458 dos italianos Giancarlo Fisichella e Gianmaria Bruni foi de apenas 15 segundos. O protótipo Audi R18 e-tron quattro do trio Tom Kristensen-Allan McNish-Loic Duval ganhou na classificação geral.

Bruno estreou na categoria vencendo em Silverstone, terminou em segundo em Spa, resultados que lhe deram a liderança entre os pilotos da GTE, mas caiu para 7º ao zerar nas 24 Horas de Le Mans e nas 6 Horas de São Paulo. Com a recuperação exatamente no circuito onde havia pontuado pela última vez em 2012 na Fórmula 1, com o 10º lugar pela Williams no GP dos Estados Unidos, subiu para a 5ª posição com 71 pontos, contra 99 dos ponteiros Fisichella e Bruni.

Leia também:  União vence e assume liderança da Copa FMF

De volta ao cockpit do Vantage, Makowiecki respondeu pelos turnos inicial e último. Bruno manteve o forte ritmo do parceiro no meio da prova e, com uma bem-calculada estratégia, a centenária marca britânica garantiu a vitória com uma rápida quinta e última parada apenas para reabastecimento quando restavam apenas 10 minutos. “Foi muito duro. A Ferrari nos pressionou o tempo todo, mas o que importa é que chegamos à frente”, celebrou Bruno, antes de receber o parceiro com um abraço.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.