O músico Luiz Carlos Leão Duarte Junior, conhecido como Champignon, foi encontrado morto em seu apartamento, na região do Morumbi, na zona oeste de São Paulo (SP), na madrugada desta segunda-feira, com um tiro de pistola 380 no rosto. A polícia trabalha com a hipótese de que o músico, de 35 anos, teria cometido suicídio.

Segundo a Polícia Militar, a arma foi encontrada na mão de Champignon. Ele estava em casa com Cláudia Campos, sua mulher, que está grávida e deixou o local em estado de choque. Por volta das 4h50, o Instituto Médico Legal (IML) retirou o corpo do edifício.

Na noite deste domingo, o músico e a mulher foram jantar com um casal de amigos em um restaurante japonês. De acordo com o corretor de imóveis Alexandre Denaion, vizinho do músico, ele aparentava estar bem e havia consumido “apenas dois saquês”.

Leia também:  Veterinária se recusa entregar celular e é assassinada por bandido

Alexandre Denaion relatou que, por volta da 0h05 desta segunda-feira, ouviu um “barulho seco” de um tiro e a voz de Cláudia desesperada repetindo: “amor, você não fez isso”. Ele conta que entrou no quarto onde músico guardava instrumentos, e viu a arma – uma pistola calibre 380 – na mão do músico, além de muito sangue. “Foi horrível, vi o Champignon caído no chão com uma arma na mão. Havia muito sangue espalhado pela cabeça”, disse.

O corretor de imóveis ajudou a mulher do músico a ligar para o Serviço Médico de Urgência (Samu) e para a Polícia Militar. Quando a equipe médica do Samu chegou ao local o ex- integrante da banda Charlie Brown Jr. já estava morto.

Leia também:  Caixa d'água desaba sobre escola, mata duas crianças e deixa 20 feridas em SE

A delegada Milena Mazzuco, do 89º Distrito Policial (Portal do Morumbi), foi ao local coletar informações e acompanhar o trabalho na perícia. Ela permaneceu no prédio por cerca de 10 minutos e se limitou a dizer que trabalha com a hipótese de suicídio. A polícia deverá pedir imagens das câmeras de segurança do prédio.

O caso acontece cerca de seis meses depois da morte de Alexandre Magno Abrão, o Chorão, amigo de infância e parceiro com quem Champignon teve desentendimentos na banda Charlie Brown Jr.

Natural de Santos (SP), ele foi o baixista da formação original do grupo Charlie Brown Jr., de grande sucesso na década de 90 e início dos anos 2000. Após desentendimentos do próprio Champignon e outros integrantes com o vocalista Chorão, a banda teve a trajetória interrompida em 2005.

Leia também:  Madeira fica cravada em pescoço de criança que brincava no quintal de casa

Na continuação da carreira, Champignon investiu em projetos paralelos e integrou as bandas Revolucionnarios e Nove Mil Anjos. Em 2011, retornou ao Charlie Brown Jr. e tocou com os antigos companheiros de trabalho até 6 de março de 2013, quando Chorão foi encontrado morto por uma overdose de cocaína em um apartamento em São Paulo.

Após o incidente, os membros remanescentes do Chalire Brown Jr. formaram o grupo A Banca.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.