O que é o preenchimento com ácido polilático
O preenchimento facial é um procedimento estético de rejuvenescimento da face, que permite a reestruturação da pele que sofre com a flacidez. O ácido polilático, uma das substâncias usadas para essa finalidade, é indutor da formação de colágeno na pele, células responsáveis pela sustentação e firmeza da pele. O sculptra é o ácido polilático mais comumente usado.

Outros nomes

Preenchimento facial com substâncias indutoras do colágeno.

Indicações do preenchimento com ácido polilático

O preenchimento facial com ácido polilático pode ser aplicado em toda a face com o objetivo de melhorar o contorno do rosto e combater a flacidez. Também é indicado para pessoas que desejam corrigir a perda de volume da face, amenizando assim o aspecto de ossos mais proeminentes.

As únicas regiões em que este tipo de preenchimento não deve ser aplicado é em torno dos olhos, olheiras e nos lábios. O ácido polilático não é a melhor substância para preencher rugas e linhas de expressão, sua indicação é para combater a perda de volume e rigidez da face. “A melhor substância para preencher rugas e sulcos é o ácido hialurônico”, explica Luciana Lourenço.

Leia também:  Confira modelos de faixas coloridas para bebês | Moda e Beleza

Não há idade mínima para realização do procedimento, no entanto ele costuma ser procurado a partir dos 35 e 40 anos.

Como é feito o preenchimento com ácido polilático

O procedimento é realizado em consultórios e clínicas, com anestesia tópica, em casos raros em que o paciente sente muita dor é feito um bloqueio anestésico, ou seja, a injeção é aplicada bloqueando o nervo dessa região, como a anestesia feita em procedimentos odontológicos.

Através de injeções realizadas com finas agulhas, o médico aplica o ácido polilático diluído na camada subcutânea da pele, que são mais profundas. Caso seja aplicado em camadas superficiais da pele, a substância pode criar nódulos e irregularidades na pele.

O ácido polilático é um bioestimulador, ou seja, ele causa um aumento da produção de colágeno pelas células da pele. O colágeno formado é o responsável pelo preenchimento facial. É possível preencher diferentes regiões do rosto numa mesma sessão.

Número de sessões

São aconselhadas no mínimo duas a três sessões para qualquer área do rosto com intervalos de quatro a cinco semanas cada uma.

Resultados do preenchimento com ácido polilático
“Logo após a aplicação, o que o paciente verá é um inchaço causado pelo ácido polilático, isso é normal”, explica a dermatologista Luciana Lourenço, da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Por ser um bioestimulador, o preenchimento de fato ocorrerá de 30 a 60 dias após o primeiro procedimento, tempo necessário para que o ácido estimule a formação de colágeno”.

Leia também:  Confira modelos de faixas coloridas para bebês | Moda e Beleza

Duração dos resultados

“O ácido polilático tem absorção lenta, ou seja, ele permanecerá por cerca de um ano e meio na pele promovendo a formação do colágeno”, explica a dermatologista. A cada período de um ano e meio é indicado fazer uma sessão de preenchimento facial com a substância para manutenção.

Cuidados anteriores ao procedimento

Não é necessário qualquer cuidado específico antes do procedimento.

Cuidados após o preenchimento facial com ácido polilático

– Faça massagens

Massagear a área em que foi aplicado o ácido polilático é uma boa estratégia para espalhar a substância no tecido subcutâneo, garantindo que ela tenha uma ação uniforme em toda a pele.

– Uso de medicações

O método não é, em geral, doloroso. São indicadas medicações para dor apenas se necessário. Comunique o seu médico, caso a dor não seja suportável.

Leia também:  Confira modelos de faixas coloridas para bebês | Moda e Beleza

– Cuidado diário com a pele

O paciente deve usar a proteção solar, manter a higiene e hidratação normal da pele, indicadas pelo médico. “O uso de produtos antienvelhecimento com ácidos em baixa concentração, vitamina C e cápsulas de colágeno podem otimizar o resultado”, recomenda Paulo Kogake.

Contraindicações

Pessoas com infecções de pele na região em que será feito o preenchimento e gestantes devem evitar o procedimento. O ácido polilático não deve ser usado para aumentar os lábios, nas olheiras e ao redor dos olhos.

Efeitos colaterais

Por ser biocompatível, dificilmente o ácido polilático é rejeitado pelo organismo. No entanto há pessoas que tem alergia à substância e não devem fazer este tipo de procedimento. “Além disso, a região tratada pode ficar dolorida, com manchas arroxeadas e inchaço – uma reação normal ao produto”, explica o médico especialista em estética Paulo Kogake.

Qual profissional pode fazer

Médicos especialistas em estética, como o dermatologista, o cirurgião plástico e o médico esteta.

Fontes consultadas:

Médico esteta Paulo Kogake (CRM/SP: 78503), membro da Academia Brasileira de Estética.

Dermatologista Luciana Lourenço (CRM: 82887), membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.