O apresentador de televisão, Agnelo Corbelino (PV), deixou de lado sua faceta defensora dos pobres e oprimidos e resolveu apoiar a criação da taxa do lixo em Rondonópolis.

A novidade é a mudança de postura do apresentador, que, por exemplo, defendeu a manifestação contra o pedágio na MT-130, alegando que era ‘um tapa na cara da sociedade’, pois na rodovia só havia buracos e nenhuma obra de manutenção ou melhorias.

Acontece que o argumento de defesa de Agnelo com relação à taxa do lixo é pior que o famoso ‘tapa na cara’, ele disse que temos que pagar por uma coisa que não temos para só depois receber o benefício.

A mudança de postura do apresentador é simples, ele agora faz parte da base de apoio da administração Percival Muniz (PPS) e ficaria muito ruim para ele criticar o chefe que criou a taxa, mesmo antes de construir o aterro sanitário.

Leia também:  Palanque sem deputados e senadores

A coisa que parece ruim poderá ficar pior se o apresentador resolver acompanhar a maior liderança do Partido Verde no Brasil, o ex-deputado federal, Fernando Gabeira, e resolver apoiar a liberação da maconha.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.