Na academia, no tapete da sala ou até com aparelhos específicos. Quem nunca tentou, pelo menos uma vez na vida, praticar abdominais? Se a sua resposta é afirmativa, você provavelmente estava buscando uma barriga com músculos mais definidos. O abdominal é um ótimo exercício quando o objetivo é alcançar a famosa barriga tanquinho, mas ainda existe muita confusão quanto a sua verdadeira ação. Será que ele emagrece? Queima gordura? Fortalece os músculos? Descobrimos as respostas para essas e muitas outras dúvidas. Desvende a seguir os mitos e verdades do exercício abdominal.

O abdominal queima a gordura da barriga?

Ir à academia perder a barriga para o verão parece não ser uma tarefa complicada. Para ficar com a barriga definida basta fazer abdominais, certo? Errado. Além do sobe e desce do tronco, é preciso acabar com a camada de gordura que se acumulou na parte abdominal. “O abdominal busca o fortalecimento e a tonificação dos músculos, e não a redução dessa gordura localizada, algo que é muito sutil nesse tipo de exercício”, explica o educador físico Ivaldo Larentis, personal trainer. Para eliminá-la, o ideal é apostar em exercícios aeróbicos, como a caminhada e a corrida. Os abdominais devem ser parte de um treino mais completo para queimar a gordura e deixar os músculos da barriga tonificados.

Leia também:  Gengibre ajuda na saúde, prevenindo o câncer e reduzindo medidas

Fazer abdominais antes de emagrecer faz enrijecer a capa de gordura da barriga em vez de endurecer os músculos?

Como você viu, os abdominais não são os melhores exercícios para derreter a gordura localizada na barriga. No entanto, isso não significa enrijecimento da gordura ou dificuldade em perder a barriguinha. Ao contrário, músculos fortes melhoram a circulação sanguínea na região, melhorando o metabolismo local e, por consequência, a queima da gordura. Mas esse como dito acima esse processo é muito discreto com os abdominais, para eliminar a gordura localizada só mesmo associando abdominais e exercícios aeróbicos.

Abdominais deixam a barriga chapada?

Para conquistar aqueles gominhos marcados no abdômen só mesmo com muito exercício para fortalecer, entre eles está o abdominal. “Isso porque o que marca o tanquinho é o músculo forte sob a pele”, explica o educador físico Marcelo Fonseca, da Cia. Athletica. Mas para resultados completos o melhor mesmo é associar exercícios de fortalecimento com exercícios aeróbicos. Já que quanto menor a camada de gordura na região mais aparentes ficarão os músculos sob a pele.

Leia também:  Mães com insônia afetam a qualidade do sono de filhos pequenos

Abdominal diminui a gordura interna da barriga?

Como disse Ivaldo Larentis, os abdominais são ótimos exercícios para fortalecer os músculos da barriga, mas não removem a gordura localizada. Tampouco a gordura visceral, aquela que fica entre os órgãos como fígado, rins e coração. A melhor forma de diminuir este tipo de gordura é investir no controle do peso e praticar exercícios regularmente, principalmente os aeróbicos, como caminhada, corrida e natação.

Abdominal gasta calorias e ajuda a emagrecer?

Segundo o educador físico Marcelo Fonseca, o abdominal até gera um gasto calórico, mas essa perda é muito pequena. Para quem que emagrecer e de quebra deixar os músculos da barriga trincados, a dica do especialista é apostar em exercícios físicos que incluam tonificação da musculatura e trabalho aeróbico. É por isso que a série clássica nas academias conta com exercícios na esteira ou bicicleta, seguidos de exercícios de musculação e abdominais. Outros exemplos para enrijecer os músculos são o treinamento funcional e ainda os exercícios com ketllebell, uma novidade que está ganhando espaço nas academias brasileiras.

Leia também:  Como café, cigarro e álcool interferem na sua fertilidade

Marcelo explica ainda que os exercícios abdominais isolados têm como foco o fortalecimento muscular e não a queima calórica, por esse motivo eles são feitos por pouco tempo. “A prática de abdominais dura por no máximo 15, 20 minutos, enquanto uma corrida ou caminhada pode ser feita por uma, duas horas”, explica. “Você pode até fazer abdominais por mais tempo e garantir um gasto calórico alto, mas seu músculo entrará em fadiga e sofrerá lesões”. Além disso, o gasto calórico ainda varia de pessoa para pessoa: quem está começando perde mais calorias e quem já está condicionado perderá menos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.