Argemiro explicou que apesar da prefeitura ser a responsável pelo aeroporto, ela não tem autonomia sobre a parte comercial - Foto: Varlei Cordova/AGORA MT
Argemiro explicou que apesar da prefeitura ser a responsável pelo aeroporto, ela não tem autonomia sobre a parte comercial – Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

A entrevista dessa semana tem como tema o Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco, de Rondonópolis. O secretário de Transporte e Trânsito (Setrat), Argemiro Ferreira, que é o setor responsável pelo local, falou dos novos investimentos e também sobre as reclamações por parte dos usuários em relação à empresa de voos que atende a cidade.

Argemiro explicou que apesar da prefeitura ser a responsável pelo aeroporto, ela não tem autonomia sobre a parte comercial que é nesse caso os voos. “A nossa parte é oferecer segurança e condições na estrutura física. O que temos feito em relação às reclamações é cobrar providências por parte da empresa, mas não podemos interferir, isso cabe apenas a Agencia Nacional de Aviação Civil (ANAC)”, fala.

Leia também:  Colhendo bons frutos | Encerramento do Projeto Samuzinho 2017

Essa semana, devido a atrasos no voo, mais de 40 passageiros ficaram revoltados com a situação porque não conseguiam seguir viagem. Eles desembargaram em Rondonópolis por volta das 14h e às 21h ainda aguardavam no aeroporto uma posição da empresa aérea para seguirem para o seus verdadeiros destino, porém havia lugar para apenas metade deles.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=7WhbFNYK3YE[/youtube]

Nota enviada pela empresa aérea AZUL que é a única que atende ao aeroporto de Rondonópolis. Confira na íntegra.

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras informa que, embora não consiga dizer com detalhes sobre as ocorrências, uma vez que não foram passadas informações suficientes, têm o compromisso de atender seus Clientes com excelência, por meio de um serviço de qualidade, eficiência, presteza e, principalmente, segurança.

Leia também:  Governo rebate Santa Casa e diz não reconhecer dívida de R$ 5,3 milhões

Existem uma série de fatores que podem impactar na regularidade e pontualidade de suas operações. São eles: questões meteorológicas, tráfego aéreo congestionado, problemas de infraestrutura em alguns aeroportos e restrições devido a obras, manutenção não programada de aeronaves, ajustes de malha, entre outros. Os cancelamentos e atrasos de voos são mínimos se comparados com ao número de operações diárias da companhia.”

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.