A Fórmula 1 terá um número recorde de corridas em uma mesma temporada a partir do ano que vem. Uma reunião do Conselho Esportivo da FIA na Croácia, nesta sexta-feira, oficializou o calendário com 22 GPs que havia sido divulgado de maneira provisória no início desta semana. No entanto, há algumas mudanças em relação ao primeiro formato, com alguns GPs trocando de datas entre si. A temporada 2014 começará no dia 16 de março, na Austrália, e terminará novamente no Brasil, no dia 30 de novembro. Além das estreias de duas pistas, uma na Rússia e outra nos EUA, estão previstos os retornos de Áustria e México, com pistas que já receberam GPs no passado.

Leia também:  Academia é destaque em competição em Minas Gerais

As principais mudanças em relação à primeira versão do calendário foram as trocas de datas entre alguns GPs. Bahrein e Coreia do Sul (este, dependendo ainda de uma confirmação) alternaram seus eventos, com a prova de Sakhir programada agora para o dia 6 de abril, deixando o dia 27 para Yeongam. A alteração mexeu com a a data do GP da China, que acontecerá entre estas duas etapas. A prova de Xangai foi postergada em uma semana, passando do dia 13 para o dia 20 de abril.

Estreante no calendário, a etapa russa de Sochi pegou a data originalmente destinada ao GP do Japão (5 de outubro). A prova de Suzuka será realizada uma semana depois, no dia 12 de outubro. Voltando à Fórmula 1 depois de mais de 30 anos, o México inverteu a data com a prova de Austin, nos Estados Unidos, e caso obtenha a homologação do circuito Hermanos Rodriguez, será realizada no dia 16 de novembro, como a penúltima prova do ano.

Leia também:  Academia e União vão disputar o Estadual Sub-17

Quem também depende de homologação da Federação Internacional de Automobilismo é a pista montada às margens do Rio Hudson, em Nova Jersey. A segunda corrida dos Estados Unidos está marcada para o dia 1º de junho. Ela fará parte de uma “trinca” de GPs em fins de semana consecutivos, que começará em Mônaco, 25 de maio, terminando no dia 8 de junho em Montreal, no Canadá.

Além das estreias de Sochi e Nova Jersey e do retorno da Cidade do México, outro destaque é a volta da pista austríaca de Spielberg. O circuito pertence atualmente ao mesmo grupo que controla a RBR, e não tinha uma prova desde 2003. Em 2002, a pista foi palco da polêmica ordem de equipe da Ferrari, que fez com que Rubens Barrichello cedesse a vitória ao então companheiro Michael Schumacher praticamente na linha de chegada.

Leia também:  Paranatinga | Atleta de Jiu Jitsu conquista duas medalhas de ouro em campeonato internacional
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.