Dalva foi de mudança a Secretaria de Habitação - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Dalva foi de mudança a Secretaria de Habitação – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Despejada e sem alternativa, Dalva de Fátima Moreira de Souza juntamente com seus cinco filhos foi de mudança por volta das 12h30 para a sede da Secretaria Municipal de Habitação em Rondonópolis. Ela alega que em 2010 ganhou uma casa, mas que uma equipe da Secretaria a retirou do local, prometendo entregar outra residência.

Após ser despejada ainda em 2010, ela começou a pagar aluguel, e a situação ficou ruim quando se separou do marido. Dalva tinha que optar em pagar o aluguel ou alimentar os cinco filhos, foi quando se mudou para uma casa abandonada no bairro Padre Lothar, mesmo bairro da casa ganhada.

“Eu estava morando lá, mas os proprietários me despejaram hoje, então eu fiquei sem nenhum lugar para ir, eu já venho tentando ganhar uma casa há muito tempo”, disse Dalva.

Leia também:  Coral UFMT leva espetáculo Canta Beatles para Rondonópolis

Dalva é separada e está desempregada, ela disse que não tem dinheiro para pagar aluguel.

HABITAÇÃO

O secretário de Habitação, Ildo Rodrigues está em viajem, por isso quem atendeu Dalva foi o secretário adjunto, Alexandre Torres. Segundo ele não é possível fazer a doação de outra casa a Dalva porque ela já ganhou uma.

secretário adjunto Alexandre Torres - Foto: varlei Cordova / AGORA MT
secretário adjunto Alexandre Torres – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

“Esta é a 1ª vez que ela procura a Secretaria nesta gestão, ela está munida de um Boletim de Ocorrência comprovando que ela foi retirada do local. Então, o que podemos é dar a esta família é um auxílio jurídico, para que quem esteja morando na residência que está no nome dela seja retirado do local”, pontuo.

Leia também:  Rondonópolis está entre as cidades escolhidas para pesquisa do Ministério do Turismo

Segundo o secretário, até aguardar o processo Dalva irá morar com uma irmã.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.