Desde 2002 na Fórmula 1, Felipe Massa está em sua oitava temporada na Ferrari, mas já de olho na nona. Com as mudanças técnicas esperadas em razão da introdução dos novos motores V6 turbo 1.6 litros em 2014 (no lugar do V8 aspirado 2.4 litros), o brasileiro acredita que a experiência acumulada ao longo desses anos pode ser um trunfo para sua renovação com o tradicional time de Maranello.

– A Ferrari me conhece muito bem. É o time que melhor me conhece. Com relação a experiência, sabemos como será importante para o próximo ano. Tudo vai começar do zero: carros diferentes, regras diferentes, tudo. A experiência do piloto será muito importante. Podem olhar muito para o resultado desta corrida. Isso não é o que conta mais. É tudo isso junto – disse o piloto, na coletiva de imprensa desta quinta-feira em Monza, palco do GP da Itália deste fim de semana.

Leia também:  União faz resultado e fica com título no sub-19

Apesar de ressaltar o peso da experiência, Massa admite que os resultados também ajudarão em sua permanência na escuderia do cavalinho rampante.

– Mesmo assim, é sempre importante fazer o máximo possível nesta corrida. Bons resultados são sempre importantes. Há uma grande oportunidade de seguir com a Ferrari, então preciso apenas me concentrar, e tirar o máximo do carro e é este o meu objetivo.

Perguntado até quando pensa em esperar a definição da Ferrari, Massa desconversou na hora:

– Acho que precisam fazer essa pergunta ao Stefano (Domenicali, chefe da equipe).

Sétimo colocado na temporada com 67 pontos, Massa começou bem 2013, com direito a um pódio na quinta etapa, na Espanha. Entretanto, a partir da corrida seguinte, em Mônaco, o brasileiro ingressou em uma fase difícil, envolvendo-se em incidentes e não obtendo bons resultados. Para o piloto, faltou uma pitada de sorte nesse período.

Leia também:  Diretoria do União decide manter 15 jogadores que disputaram a Série D

– Nesse ano, as performances foram boas em todas as corridas. Não pudemos alcançar os resultados no fim de algumas corridas. Não tive muita sorte diversas vezes. Em duas provas tive problemas com pneus (Bahrein e Inglaterra), rodei em Nurburgring, tive problemas de suspensão em Mônaco. Muita coisa aconteceu para que eu não chegasse na posição que esperava, mas a performance estava lá. Acho que isso que é o importante. Preciso apenas colocar tudo no lugar e terminar as corridas onde esperamos terminar e assim os resultados virão – completou.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.