Os fãs que pediam uma revanche entre o sueco Alexander Gustafsson e o atual campeão peso-meio-pesado do UFC, Jon Jones, vão ter de esperar.

O presidente do Ultimate, Dana White, confirmou que o brasileiro Glover Teixeira receberá a próxima chance de disputar o cinturão, e adiantou que o duelo provavelmente acontecerá em fevereiro, na véspera do Super Bowl, final da NFL, liga profissional de futebol americano.

O dirigente fez a revelação ao site americano “Espn.com”, após o próprio Jon Jones afirmar ao telejornal oficial do Ultimate, “UFC Tonight”, que acreditava ter vencido a luta contra Gustafsson “decisivamente” e que não era preciso uma revanche.

– É isto que o campeão quer. Nós provavelmente faremos esta luta no card do Super Bowl, em Nova Jersey – disse White.

Leia também:  Futebol em luto: morre Gilson Lira

O evento, ainda sem numeração certa, está previsto para o dia 1º de fevereiro de 2014, em Newark, Nova Jersey. Pela primeira vez, o tradicional torneio realizado às vésperas da grande final da NFL sairá de Las Vegas para ser realizado no mesmo estado em que o jogo de futebol americano acontecerá – dia 2 de fevereiro, no MetLife Stadium, em East Rutherford.

Glover Teixeira conquistou o direito de disputar o cinturão dos pesos-meio-pesados após nocautear Ryan Bader no UFC Fight Night no Combate: Glover x Bader, no último dia 4 de setembro, sua 20ª vitória consecutiva e 22ª na carreira, contra apenas duas derrotas. Porém, o brasileiro se viu ameaçado de uma espera mais longa por sua chance após pedidos dos fãs por uma revanche imediata entre Jones e Gustafsson. Os dois fizeram uma luta muito parelha no sábado passado, no evento principal do UFC 165, e o americano saiu vencedor por pontos.

Leia também:  Adversário do União aposta em retrospecto do Mineiro, no Pato Loco e em ex-meia do Santos

Inicialmente, Jones concordou que seria justo conceder uma nova chance ao sueco, mas, na noite de quarta-feira, disse ao “UFC Tonight” que mudou de ideia. Segundo a reportagem do programa, após assistir à luta mais de 10 vezes, o campeão considerou que venceu “decisivamente” os rounds 2, 4 e 5, e, por isso, o mais justo seria seguir adiante ao próximo desafiante. Jon “Bones” Jones tem 19 vitórias na carreira e apenas uma derrota, sofrida por desclassificação por um golpe ilegal. O americano vem numa série de 10 vitórias consecutivas e, contra Gustafsson, quebrou o recorde de defesas bem sucedidas de cinturão do peso-meio-pesado, com seis.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.