O governador Silval Barbosa se reúne, esta tarde, com dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores na Educação Pública de Mato Grosso (Sintep-MT), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá. O objetivo é tratar de assuntos referentes a pauta de reivindicações da categoria. O gestor explicou, na semana passada, que há impedimentos de ordem econômica apontando que o Estado não tem R$ 282 milhões mensais para atender os 10% de aumento reivindicado. Os professores e técnicos estão em greve desde o dia 12.

Os profissionais querem uma proposta propositiva do governo para dobrar o poder de compra dos salários e sete anos; assegurar os percentuais para a integralização do piso para este ano; percentual de horas de trabalho pedagógico para interinos nas portarias que normatizam o ano letivo de 2014, a ser elaborada este ano; data para a posse dos classificados e realização de novo concurso público; aplicação dos 35% dos impostos arrecadados na educação.

Leia também:  Projeto propõe agilizar de forma online recursos contra notificações de trânsito

Também está previsto um ato público, às 15h, com concentração na praça Ulisses Guimarães, na capital. Em Mato Grosso são 56 mil profissionais, sendo que 90% aderiram o movimento grevista. Cerca de 400 mil alunos estão sem aulas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.