A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou nos oito primeiros meses deste ano 3.073 acidentes, com 1.225 feridos leves, 476 feridos graves e 189 mortos nas rodovias federais de Mato Grosso.

Em um comparativo com o mesmo período do ano anterior, o índice de acidentes cresceu 8,68%, com um aumento de 5,48% feridos leves, redução de 7,68% feridos graves e nas mortes houve um aumento de 4,55%.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal nesse período mais de seis mil motoristas foram autuados por ultrapassagem pela contramão em local sinalizado com faixa contínua amarela e 380 por forçar passagem entre veículos transitando em sentidos opostos. Além disso, quase duas mil pessoas foram flagradas dirigindo sem possuir carteira de habilitação e outras 562 autuadas por dirigir sob influência de álcool.

Leia também:  Motociclista acusado de matar travesti Tabata Brandão é preso em Rondonópolis

Em 2013, de acordo com o Denatran, a frota nacional atingiu a marca aproximada de 79,2 milhões de veículos, sendo mais de 1,4 milhão registrados em Mato Grosso. Anualmente, há um acréscimo de cerca de 10% na quantidade de veículos em circulação, o que contribui para o aumento no número de acidentes e vítimas.

CAUSA DE ACIDENTE

A falta de atenção é a principal causa de acidentes (32%) e a segunda causa de mortes (26%). Mais de 14% das mortes tiveram como motivo presumível a velocidade incompatível. A ultrapassagem indevida também pode ser apontada como responsável por cerca de 9% das mortes. A falta de distância de segurança entre veículos também ocasiona muitos acidentes (9%).

Leia também:  Motociclista morre após colidir em carreta no Anel Viário

A rodovia BR-364 é a campeã em número de acidentes (46%), por ser a de maior extensão e com maior fluxo de veículos. Logo em seguida vem a BR-163, com 25% dos acidentes. Juntas tiveram 68% das mortes ocorridas nas rodovias federais de Mato Grosso.

TIPO DE VEÍCULOS

A maior parte dos acidentes teve o envolvimento de veículos de carga, o que não quer dizer que sejam os culpados, mas sim pelo fato de ser maioria nas rodovias federais de Mato Grosso. É considerável o número de mortes (21%) e feridos graves (28%) envolvendo motociclistas.

53% dos acidentes ocorre com céu claro, sem restrições de visibilidade. Assim como a maioria das mortes (55%) aconteceram em condições meteorológicas de céu claro.

Leia também:  Vítimas reagem a assalto e apreendem suspeito até chegada da Polícia

FAIXA ETÁRIA

Os jovens até 30 anos são os principais envolvidos em acidentes, em um total de 1.436 acidentes (46%). Mais de 30% das mortes (58) também são de jovens entre 0 e 30 anos.

TIPO DE ACIDENTE

Mais de 40% das mortes foram ocasionadas em acidentes do tipo colisão frontais, na maior parte das vezes provocada por ultrapassagens forçadas ou em locais proibidos. A saída de pista foi responsável por 24% dos acidentes, característica da falta de atenção com excesso de velocidade.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.