Campeão na categoria até 73kg no último Mundial do Rio de Janeiro, o japonês Shohei Ono foi suspenso da Universidade de Tenri, onde treina, após agredir alunos do primeiro ano. Ao lado de outros quatros judocas, o medalhista foi afastado por 30 dias, mas ainda poderá receber uma punição maior da federação do país.

– Eu me arrependo profundamente do que fiz. Eu peço desculpas pelas minhas ações, especialmente em meio a tudo o que a Federação Japonesa de Judô tem feito para acabar com os abusos físicos no esporte – disse Ono, que se tornou capitão da seleção japonesa em novembro do ano passado, através de um comunicado.

Leia também:  Cuiabá e Luverdense empatam no 1° jogo da final do sub-17 e decisão acontece na quinta

A Federação Japonesa tem lutado recentemente contra escândalos de violência de seus próprios judocas contra atletas da equipe feminina. Além disso, passa por uma investigação após acusação de mau uso dos fundos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.