Kaká está de volta ao Milan oficialmente. Com retorno anunciado na última segunda-feira, o meia brasileiro foi apresentado na manhã desta quarta, em uma entrevista coletiva na sede do clube, em Milão. Ao lado de Adriano Galliani, o camisa 22 falou sobre a nova passagem pelo Rossonero e disse querer contribuir com sua experiência.

– Obrigado pela bela recepção. Retornar ao Milan é especial e belo, por tudo o que passei aqui dentro. Estou muito feliz por voltar, é como se nunca tivesse saído. Agora é a minha vez de ser exemplo para os novos jogadores no vestiário – declarou.

A apresentação começou com a fala de Adriano Galliani, que exaltou o retorno de um dos grandes ídolos do clube nos últimos anos e comentou a negociação com o Real Madrid. Em seguida, foi exibido um vídeo com cenas marcantes da primeira passagem do brasileiro por Milão, antes de Kaká iniciar sua fala.
Kaká, que garantiu ter “crescido muito” em sua passagem pelo Real Madrid, afirmou que já havia decidido sair do clube merengue antes de anunciar sua vontade depois de marcar dois gols no Troféu Teresa Herrera.

Leia também:  Dom Bosco marca jogo para às 9h no domingo pela Copa FMF

– Eu já tinha conversado com o clube e com o Ancelotti, e aí cheguei a essa decisão, de que seria melhor sair. A partir daí, buscamos alternativas. O Real Madrid trouxe algumas alternativas, e eu também trouxe. Na quinta-feira só tornei pública a minha vontade, e conversei com a diretoria antes de falar. Mas a decisão já tinha sido tomada, e estava todo mundo trabalhando.

Com a chegada de José Mourinho, Kaká amargou o banco de reservas no Real Madrid. Apesar disso, o brasileiro gostou da experiência de ter o português como treinador na Espanha.

– Mourinho não tem culpa de nada. Me ensinou muito sobre futebol e outras coisas, como ter paciência e mais força. Já Ancelotti foi muito sincero com relação aos planos do Real. O clube tem novas ideias, novos jogadores e quer subir jovens para a equipe principal.

Leia também:  Brasil e Costa Rica fazem amistosos em Campo Verde e Cuiabá

Adriano Galliani ainda revelou que as negociações com o brasileiro começaram apenas depois da saída de Kevin Prince Boateng para o Schalke 04.
– Estávamos todos órfãos do Kaká. Há uma grande empatia entre Kaka e todos os rossoneri. Kaká mostrou com fatos o grande afeto que tem por este clube – comentou o vice-presidente do clube.

Sem contato com a comissão técnica da seleção brasileira

Kaká também garantiu que não entrou em contato com Luiz Felipe Scolari antes de decidir seu destino, pensando em um possível retorno à seleção brasileira.

– Eu tenho uma boa relação com Felipão, Parreira, mas não conversei com eles antes de tomar a decisão. A última covnersa foi nos jogos contra a Itália e a Rússia em Londres. A decisão foi baseada no que pensei no momento.

Leia também:  Corinthians vence o Fluminense de virada e se torna campeão brasileiro pela sétima vez
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.