O brasiliense Marilson Gomes dos Santos, um dos melhores corredores de fundo do mundo, treinou muito para melhorar o seu recorde pessoal de 2:06:34 na maratona, prova de 42.195 m. A marca foi obtida em Londres, em 2011. O brasileiro ficou 32 dias em treinamento na altitude de 2.600 m, na cidade de Paipa, na Colômbia. Na volta ao Brasil, passou mais alguns dias entre a preparação em Campos do Jordão, a cerca de 1.600 m de altitude, e os treinos numa pista em Taubaté, também no interior de São Paulo.

Bicampeão da Maratona de Nova York, tricampeão da tradicional Corrida de São Silvestre, medalha de ouro na prova dos 10.000 m no PAN de Guadalajara e quinto colocado na maratona da Olimpíada de Londres, o corredor disputa no próximo domingo 29 a 40ª edição da Maratona de Berlim, considerada uma das mais rápidas do mundo.

Leia também:  Copa do Brasil é a meta de Pesso

Ele viajou nesta segunda-feira 23 para a Alemanha, em companhia do técnico Adauto Domingues. O objetivo é superar a melhor marca pessoal e, aos 36 anos completados no dia 6 de agosto, mostrar todo o talento e esforço. “Berlim é uma maratona muito rápida e sempre registra quebra de recordes. Não disputei nenhuma prova tão longa no primeiro semestre deste ano, visando especificamente esta prova da Alemanha”, comentou o fundista, antes de viajar.

Mesmo sabendo que vai enfrentar alguns dos melhores corredores do mundo, Marilson pretende fazer uma prova no seu ritmo, sem se preocupar com os adversários. “Existem muitas condicionantes numa corrida dessas, Nem sempre sai tudo o que foi pensado. No ano passado, depois do quinto lugar na Olimpíada de Londres, fui para Nova York, mas a prova acabou cancelada por causa da tempestade Sandy”, lembrou o brasiliense, da BM&FBovespa.

Leia também:  Técnico do União lamenta: “Dava para ir mais longe”

A prova de Berlim é muito especial. Das dez melhores marcas do mundo na especialidade, cinco foram alcançadas na capital alemã, inclusive o recorde mundial do queniano Patrick Makau, com 2:03:38, marca registrada em 2011.

O brasileiro Ronaldo da Costa viveu um momento muito especial em Berlim, no dia 20 de setembro de 1998, ou seja, há 15 anos. Ele venceu a maratona, com 2:06:05, recorde mundial na época e até hoje recorde brasileiro e sul-americano da distância.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.