Em busca de bons resultados para se garantir na Ferrari em 2014, Felipe Massa tem uma boa oportunidade para impressionar neste fim de semana. Ele tem pela frente o GP da Itália, terra natal da escuderia do cavalinho rampante. E não é só a Ferrari que se sentirá em casa no lendário circuito de Monza. O sobrenome denuncia: com sangue italiano correndo pelas veias e há oito anos no time de Maranello, Massa considera sua ligação com o país um trunfo. Para ele, mais à vontade na Itália só no Brasil:

– Sou brasileiro, mas minha família vem da Itália. Então, de certa forma, trata-se de uma corrida em casa. Tenho passaporte italiano e minha família tem um pouco do estilo de vida italiano. Isso tudo torna a corrida especial para mim. Há uma motivação maior em mandar bem aqui. Enquanto o Brasil, obviamente, é minha corrida em casa, Monza para mim é mais como uma segunda corrida em casa do que Mônaco, mesmo eu tendo o Principado como residência – conta o piloto de 32 anos, que mora em Monte Carlo.

Leia também:  Campeonato amador visa arrecadar alimentos em prol a campanha de Natal em Rondonópolis

Massa conta com um pódio em Monza, em 2010. Mas se a vitória em terras italianas ainda não veio na Fórmula 1, o brasileiro se apega ao seu avassalador retrospecto nas categorias de base para acreditar em um com resultado neste domingo:

– Em 2010, subi ao pódio, mas minhas melhores memórias em Monza não são de meu tempo na F-1. Pois antes disso, em outras categorias, eu venci todas as corridas em Monza: duas vezes na Fórmula Renault e outra na F-3000. E vitórias são sempre nossas melhores recordações – relembra.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.