O cadastramento das famílias que participarão do projeto de regularização fundiária do bairro Conjunto São José, já começou a ser feito. Cerca de 50 pessoas já se inscreveram. O cadastramento se estenderá durante o dia de hoje (06) até domingo (08).

De acordo com o vereador Thiago Silva (PMDB), este é um projeto do Governo Estadual  junto com a Câmara Municipal e Prefeitura com o apoio da deputada Teté Bezerra (PMDB), onde a empresa privada Elonet em parceria com o Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) realizarão as escrituras dos terrenos.

“Das mais de 600 famílias que moram na região, apenas 20% possuem a escritura de suas residências, este trabalho é importante porque eles são proprietários, mas não em documentos e tendo a escritura o morador pode até pedir um financiamento para reformar sua residência”, explicou Thiago Silva.

Leia também:  Escola Estadual que custou R$ 5,3 milhões é inaugurada em Rondonópolis

Wilber Maciel, vice presidente do Conjunto São Jose 1 e 2, disse que está contente com o benefício aos moradores do bairro. “É uma conquista gratificante para a comunidade, trazer este benefício com um preço acessível”, opinou.

“Estou feliz, porque já tentei por várias vezes, mas devido ao alto custo não consegui. Hoje, depois de 20 anos, posso afirmar que a casa onde moro é minha”, finalizou a dona de casa Lenita Noel do Nascimento.

Com o projeto, os moradores que quiserem participar irão gastar de R$ 450 à 900.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.