Dana White já entrou em rota de colisão com Jon Jones quando este recusou enfrentar Chael Sonnen no UFC 151, o que resultou no cancelamento do evento, mas nunca deixou de enaltecer as qualidades do compatriota como atleta. O presidente da organização se empolgou e desta vez foi além, dizendo que Jones deve se tornar o maior lutador de MMA da história. Até então Dana sempre afirmou que Anderson Silva é o melhor de todos os tempos.

– Não me importa quem tem o recorde de defesas de título (na categoria dos meio-pesados, Jon Jones e Tito Ortiz estão empatados com cinco), pois isso não considera os caras contra quem Jones lutou. Ele passou por verdadeiros matadores. O lado atlético dele, a explosão, tudo… Ele provavelmente será o maior da história – disse ao “The Telegraph”.

Leia também:  União aposta em Ricardo para bater o Cuiabá

O chefão do UFC traçou uma comparação entre Jones e Spider e recordou a vitória por finalização sobre Lyoto Machida, que acabou “apagado” por uma guilhotina em pé, para enaltecer o americano:

– Jones é bem parecido com Anderson Silva em relação a fazer coisas que nunca antes ninguém fez. Se você olhar para o que ele fez contra o Lyoto Machida… Quem faz aquilo com o Machida? Ninguém! Não foi nem no chão, como se o Jones tivesse pegado Lyoto numa finalização. Ele fez aquilo (guilhotina) em pé, de um jeito que deixou as pessoas chocadas. Machida pode apagar qualquer um. Shogun é um matador e pode fazer o mesmo. A diferença entre Jones e muitos outros caras é que ninguém da divisão dos meio-pesados fez o que ele fez.

Leia também:  Luverdense fica no empate com o Paraná

Além de Lyoto e Shogun, Jon Jones já derrotou Vitor Belfort, Rashad Evans, Rampage Jackson, Chael Sonnen, entre outros. Ele vai enfrentar o sueco Alexander Gustafsson no UFC 165, que está marcado para a noite deste sábado, em Toronto (Canadá).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.