O pré-candidato ao Governo de Mato Grosso, Pedro Taques (PDT) esteve em Rondonópolis para participar do encontro regional promovido pelo PSDB que aconteceu no sábado (31), em Rondonópolis. O presidente municipal do PSDB, vereador Rodrigo Lugli, afirmou que o pedetista aproveitou a presença dos militantes para propor que o Partido apoie o seu projeto para as eleições de 2014.

De acordo com Rodrigo, por enquanto, o partido seguirá a marcha junto com Pedro Taques, mas que ainda não é definitivo, já que dependerá da aliança que o senador fará para poder entrar na disputa do ano que vem.

Rodrigo afirmou que no encontro ficou definido que eles se manterão na oposição ao governo federal que é comandado pelo PT e que muitos militantes também são contra uma união com o PMDB, devido à gestão desempenhada pelo governo estadual, sob a direção de Silval Barbosa.

Leia também:  Ninguém me destruirá diz Temer as vésperas da decisão de Janot

O vereador explica que o PSDB só seguirá ao lado de Taques, caso não haja a junção dessas duas siglas. Rodrigo explicou que para 2014, o seu partido quer convencer o vice-prefeito de Rondonópolis, Rogério Salles, a disputar uma vaga na Assembleia Legislativa.

Já no âmbito nacional, foi discutido que apesar de José Serra ter colocado o nome a disposição do PSDB, quem deve concorrer à presidência deve ser Aécio Neves.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.