Secretária Municipal de Saúde, Marildes Ferreira- Foto: Varlei Cordova/AGORA MT
Secretária Municipal de Saúde, Marildes Ferreira- Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

“A Secretaria de Saúde tem que trabalhar com menos R$ 7.143.265,69 do repasse que era destinado a Rondonópolis”, afirmou na manhã desta quarta-feira (04) a secretária Municipal de Saúde, Marildes Ferreira, durante uma coletiva à imprensa.

Marildes relatou que o montante é referente a dívida do Estado para com o município entre os anos de 2011 e 2013 e também a diferença na redução do repasse destinado a atenção básica, exames de média e alta complexidade que seria feito este ano à Rondonópolis, sendo respectivamente de R$ 2.855.305, 05 e R$ 4.287.960,64.

A secretária observa que para garantir os serviços o município tem arcado com a diferença para manter os atendimentos à população, contudo esclarece que esses valores poderiam ser investidos em outras áreas da saúde, como por exemplo, na construção de Postos de Saúde da Família (PSF).

Leia também:  Acontece neste domingo (10) a 1ª Corrida da Independência

Outro problema apontado por Marildes é o repasse mensal de R$ 218 mil feito pelo Estado ao Município, nos meses de abril, maio e junho, que não podem ser utilizados, por orientação do Tribunal de Contas, em razão da falta de uma Portaria Normativa.

A gestora ressaltou que o Governo se compromete regularizar a dívida com o munícipio, contudo até o momento não possui uma data exata para solucionar o problema.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.