O secretário administrativo do SINTECT/MT, Jonas Oliveira – Foto: Ricardo Costa/AGORA MT
O secretário administrativo do SINTECT/MT, Jonas Oliveira – Foto: Ricardo Costa/AGORA MT

Em Assembleia Geral realizada na manhã desta quarta-feira (18) os funcionários de Rondonópolis da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos aderiram a greve nacional.

O secretário administrativo do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios, Telégrafos e Serviços Postais de Mato Grosso (SINTECT/MT), Jonas Oliveira, afirmou que a greve é por tempo indeterminado.

Dentre as pautas de reivindicações estão à entrega de cartas e postais no período matutino, a garantia de segurança nas agência que frequentemente são alvos de roubos, a manutenção do plano de saúde e a contratação de mais 110 mil servidores em todo o Brasil. Além do reajuste salarial de 15%, mais R$ 200 linear, reposição da inflação e mais 20% referente as perdas sofridas desde o ano de 1994.

Leia também:  Aniversário de Rondonópolis terá Mostra de Dança no Casario

O sindicalista pediu compreensão da população, mas afirmou que a greve é imprescindível para que a categoria possa ter mais dignidade no trabalho, contudo observou que as correspondências podem ser retiradas no Centro de Distribuição, na avenida Goiânia.

GREVE DOS BANCÁRIOS

Esta quarta-feira (18) é o último dia para quem necessita utilizar as agências bancárias antes da greve nacional que será deflagrada a partir das 0h desta quinta-feira (19).

O presidente do Sindicato dos Bancários de Rondonópolis, Sebastião Tavares, frisou que diante da falta de negociação com os banqueiros a greve será deflagrada e estarão disponíveis apenas as operações nos terminais eletrônicos ou via internet.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.