A inauguração do Complexo Intermodal de Rondonópolis (CIR) está marcada para acontecer amanhã (19), às 10h, com a presença da presidente Dilma Rousseff (PT).  Apesar da data, a empresa responsável pelo Terminal, América Latina Logística (ALL) ainda não conseguiu o alvará de funcionamento.

O secretário municipal de Receita, Mohamed Zaher (PSD), confirmou a reportagem do site AGORA MT ontem (18) que o alvará ainda não foi emitido, pois a empresa ainda estava reunindo os documentos necessários, porém que a licença pode ser emitida até um dia antes da inauguração.

Mohamed explicou que caso a empresa não consiga apresentar todos os documentos a tempo, a prefeitura pode liberar a licença provisória, dando assim em torno de 15 a 20 dias para que a ALL regularize a situação.

Leia também:  IFMT Rondonópolis abre 46 vagas para vestibular de nível superior

Até o momento a empresa responsável não procurou o Corpo de Bombeiros para que seja emitida a licença. O comandante do Batalhão em Rondonópolis, coronel Vanderlei Bonoto, afirmou que a instituição foi procurada há alguns meses atrás, mas que o projeto apresentado pela ALL mostrava não conformidade’, ou seja, não estava conforme a lei exige.

“Eles entraram com pedido por duas vezes, mas faltavam itens de segurança como a proteção contra incêndio e pânico, por isso a instituição não liberou a licença. Depois disso não fomos mais procurados”, diz o comandante.

Coronel Bonoto explica que todo o processo funciona com a apresentação do projeto, aprovação, execução e por fim acontece a vistoria. “Depois de todo esse procedimento, é emitido o alvará do Bombeiro e depois vai para a prefeitura fazer a liberação. É um processo que demora, como falta menos de um dia, não há possibilidade de ser liberada a licença do Bombeiro”, explica.

Leia também:  Cerca de 200 manifestantes pedem a volta da UTI Pediátrica em Rondonópolis

De acordo com Bonoto essa é uma preocupação que se tem com todas as empresas e os riscos são ainda maiores com uma companhia de grande porte como é o caso do Terminal Ferroviário.

ALL

A reportagem entrou em contato com a assessoria da ALL, mas até o fechamento da matéria, a empresa não se manifestou sobre o assunto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.