Hélio Cândido Fernandes - Foto: Arquivo AGORA MT
Hélio Cândido Fernandes – Foto: Arquivo AGORA MT

Foi posto hoje (01) em liberdade pela justiça, Hélio Cândido Fernandes, 21 anos, que é acusado de participação no latrocínio, roubo seguido de morte, contra o comerciante Antônio Aparecido Garcia, 42 anos, no dia oito de fevereiro, em um supermercado no Monte Líbano, em Rondonópolis. (Saiba mais sobre o crime aqui, fotos e vídeo).

Hélio, vulgo ‘Hélinho’ estava preso desde o dia 18 de fevereiro, dez dias depois do crime. Na época, segundo investigação policial, ele assumiu que era o garupa da moto e que foi ele quem efetuou os disparos que acertaram a cabeça do comerciante. (Leia aqui).

O mandado de soltura foi expedido no dia 26 de setembro pelo juiz João Thiago de França Guerra, mesmo juiz que assinou o mandado de prisão preventiva.

Leia também:  Jovem de 20 anos é morta a tiros em Mato Grosso

Para continuar em liberdade, Hélio terá que cumprir algumas condições, tais como, comparecer em todos os atos processuais, comunicar a justiça qualquer mudança de endereço, não se ausentar da cidade, não frequentar boates e bares, não manter contato e respeitar uma distancia de 500 metros dos familiares da vítima e se recolher em sua residência no horário entre as 20h à 05h.

Em 2012, Hélio foi indiciado, pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), pelos crimes de tentativa de furto qualificado por arrombamento e autuado em flagrante roubo qualificado. O acusado esteve preso por quatro meses e depois de nove dias de solto adquiriu o revólver calibre 38, com o qual praticou o latrocínio contra Antônio.

Leia também:  Após achar que estava sendo perseguido por cobra, homem invade casa e é preso pela PM
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.