A empresa de tecnologia Apple foi considerada a marca mais valiosa do mundo, avaliada em US$ 93,3 bilhões. É a primeira vez em treze anos que a Coca-Cola não lidera o ranking. A empresa de bebidas caiu para a terceira colocação (avaliada em US$ 79,2 bilhões).

O ranking, elaborado pela Interbrand, existe há treze anos. Em 2000, no ano de lançamento do ranking, o Google ocupava a 36ª colocação, atrás da Kodak, por exemplo.

Segundo a empresa que elabora o ranking, a popularização da Apple ocorreu após o sucesso comercial do iPhone, do iPod e do iPad.

As empresas de tecnologia lideram o ranking. O Google ficou na segunda colocação da lista, (avaliado em US$ 93,2 bilhões). Além do serviço de buscas na internet, principal produto da empresa, o Google promete lançamentos revolucionários, como o carro sem motorista, por exemplo.

Leia também:  Colombiano é preso em Mato Grosso do Sul após agredir ex- companheira

A IBM e a Microsoft ocupam a quarta e quinta colocações, avaliadas em US$ 78,8 bi e US$ 59,5 bilhões, respectivamente.

A GE foi avaliada em US$ 46,9 bilhões e ficou na sexta colocação do ranking.

A rede de fast-food McDonald’s foi avaliada em US$ 42 bilhões, ocupando a sétima colocação do ranking da Interbrands.

A empresa de tecnologia Samsung, maior concorrente da Apple, ficou na oitava colocação (avaliada em US$ 39,6 bilhões).

Avaliada em US$ 37,6 bilhões, a marca Intel ficou na nona colocação.

A montadora Toyota fecha a lista das 10 marcas mais valiosas do mundo (avaliada em US$ 35,3 bilhões).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.