Cory Monteith injetou heroína e bebeu champanhe antes de morrer, no dia 13 de julho deste ano. O relatório final do caso, obtido pelo site TMZ, revela detalhes sobre a forma como o ator de “Glee” consumiu as substâncias que provocaram sua morte.
Após o site de celebridades ter divulgado a informação, o departamento de polícia de Vancouver publicou em seu site oficial o relatório. Veja o documento (em inglês).

Anteriormente, a polícia canadense havia confirmado que Monteith morreu após “misturar tóxicos, incluindo heroína e álcool”. O documento ao qual o site teve acesso, no entanto, é mais preciso e informa ainda que ele já estava morto “aparentemente havia várias horas” quando foi encontrado, caído no chão de seu quarto.

Leia também:  Resumo de novelas desta quinta-feira (20)

Segundo o relatório, os oficiais que estiveram no hotel Fairmont Pacific Rim, onde o ator foi encontrado já sem vida, pouco depois do meio-dia, encontraram duas garrafas vazias de champanhe, copos e “uma colher com resíduos da droga (heroína) e uma seringa hipodérmica usada”. Aos 31 anos, o ator deixou dois filmes inéditos, “McCanick” e “All the wrong reasons”, ambos exibidos em setembro durante o Festival Internacional de Cinema de Toronto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.