Durante sua fala na tribuna o vereador Fulô (PMDB), defendeu a luta dos professores, que lotaram o plenário Ulisses Guimarães hoje (02), ele disse que o governo não pode dizer que já está no limite das negociações.

“Este assunto não tem limite, estamos falando de servidores e estudantes, se não podem dar o que pedem pelo menos aproximem do valor”, acrescenta. Além disso, Fulô disse que esta situação negativa afeta não só a pessoa Silval e sim a instituição PMDB. “Eu acredito que o Bezerra irá intervir nesta decisão para que esse problema se resolva”, finaliza.

Advertisements
Leia também:  Maggi deve vir à inauguração de ala da Santa Casa

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.