Termina na terça-feira (8) o prazo para o apostador de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, retirar o prêmio de R$ 22.933.056,04 da Mega-Sena. As dezenas foram sorteadas no dia 10 de julho e o ganhador teve 90 dias para procurar qualquer agência da Caixa Econômica Federal no país. Mesmo com a greve dos bancários, a Caixa informa que o milionário tem até as 16h para resgatar o dinheiro.

De acordo com informações da Caixa, se o apostador tivesse aplicado o valor integral na caderneta de poupança no dia seguinte ao sorteio e não tivesse utilizado o dinheiro, poderia ter lucrado aproximadamente R$ 206 mil até esta segunda-feira (7).

Os números sorteados no concurso 1.510 foram 01 – 08 – 17 – 44 – 46 – 53. Caso o vencedor não retire o dinheiro, o valor total será repassado para o Tesouro Nacional para aplicação no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES).
Boatos entre Moradores

Leia também:  Outubro rosa: câncer de mama atinge mulheres cada vez mais jovens

Segundo a gerente da lotérica, Valquíria Kubisch, na semana do resultado, um funcionário da prefeitura foi até o estabelecimento dizendo que era o novo milionário. “Ele falou com uma de nossas funcionárias e disse que não era para contar para ninguém que ele havia faturado o prêmio”, conta. Valquíria afirma que esta pessoa nunca mais apareceu na lotérica.

Os boatos do que poderia ter acontecido com o ganhador da Mega-Sena surgem diariamente no estabelecimento. “Muitas pessoas vêm até a lotérica e dizem que a esposa deste funcionário da prefeitura lavou a calça do marido com o bilhete no bolso. Também disseram que, por causa disso, ele ficou no hospital e teve um infarto”, revela.

Leia também:  Paciente se ira em posto de saúde e ameaça funcionários com faca

Entre os moradores, surgem várias histórias. A empresária Francielle Favarin imagina que o apostador acabou jogando o bilhete no lixo. “De repente, naqueles dias de faxina em que você vai jogando tudo, ele jogou o cartão por engano”, comenta. Já o estudante Alison Nabozny acredita que o ganhador recusou o prêmio. “Às vezes, ele já tem muito dinheiro e decidiu não pegar o dinheiro”, brinca.

Para o aposentado Gilberto de Paula, existem duas hipóteses. “Ele perdeu o bilhete ou ele morreu”, afirma. Paula, que sempre faz apostas na loteria, acredita que a pessoa não vai aparecer para resgatar o prêmio. “Esse não pega mais. Parece coisa de novela”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.